“Violinos da Esperança” compartilham seus segredos e sua música

Por Masha Savitz

Instrumentos de cordas são peças excepcionais de obras de arte que parecem estar marcadas para sempre por seu passado e talvez até contenham dicas de seu futuro.

Foi dito que o famoso fabricante de instrumentos de cordas, Antonio Stradivarius, podia perceber ou intuir a qualidade do som que a madeira de cada árvore faria enquanto caminhava entre as árvores em busca de materiais para fazer um violino, viola ou violoncelo.

Talvez, então, no próprio DNA de uma árvore de que um instrumento foi feito, esteja o código para um potencial destino musical.

A madeira é então trabalhada com a arte de seu criador, e depois impressa pelos músicos que a tocam, assim como os compositores cuja música reverbera na madeira.

Esses lindos instrumentos certamente parecem colocar segredos, histórias e a música inefável que vem através deles.

O violinista israelense Amnon Weinstein restaura um violino que ele chamou de “violino de Auschwitz”, já que pertencia a um judeu preso no campo de concentração de Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial em sua oficina em Tel Aviv em 15 de julho de 2016 (Menahem Kahana / AFP / Getty Images)

O luthier israelense de classe mundial, Amnon Weinstein, entende isso profundamente. Ele passou as últimas décadas localizando e restaurando os violinos do Holocausto como uma homenagem àqueles que estavam perdidos – incluindo centenas de seus próprios parentes – como uma maneira de ensinar e inspirar as futuras gerações.

Ele chama este projeto de “Violinos da Esperança”.

Essa paixão foi inflamada no final dos anos 1980, quando um homem que tocava violino em Auschwitz visitou Weinstein e perguntou se ele restauraria seu violino para o neto, embora não tivesse tocado o instrumento desde que deixou o acampamento.

Weinstein então, definiu uma nova missão para sua vida – restaurar todos os violinos em que pudesse colocar as mãos e que haviam sido tocados por judeus em guetos, esconderijos nas florestas e orquestras de campos de concentração.

Seu trabalho de resgatar e procurar os instrumentos e, consequentemente, seus proprietários, foi um empreendimento solo por anos antes que o filho de Weinstein continuasse com os negócios da família, juntando-se a ele em sua oficina em Tel Aviv.

Os Violinos da Esperança apareceram em livros, em impressos, na televisão, bem como no documentário “Violins of Hope: Strings of the Holocaust,” narrado pelo vencedor do Oscar Adrien Brody.

Os Violinos da Esperança viajam pelo mundo fornecendo programas educacionais para crianças em idade escolar, tocando em salas de concerto e em exibições por museus em todo o mundo – dando vida e legado aos violinos e conectando os ouvintes a uma história difícil com lições profundas de tolerância, inclusão e diversidade que talvez sejam mais importantes hoje do que nunca.

O criador de violinos israelense Amnon Weinstein mostra sua coleção de violinos em sua oficina em Tel Aviv em 15 de julho de 2016 (Menahem Kahana / AFP / Getty Images

“A música nos conecta à história de uma forma que podemos nos relacionar, e isso é particularmente verdadeiro para os violinos. Só de pensar no papel que estes violinos tiveram durante o Holocausto nos faz tremer quando nos sentimos, pensamos e nos identificamos com as vítimas”, explica Amnon Weinstein, segundo o site Violins of Hope Birmingham.

Agora, com o amor e a dedicação de Weinstein, estes Violinos da Esperança revelam os segredos de longa data dos instrumentos, contam as suas histórias comoventes e triunfantes e partilham a música para a qual foram criados, impactando centenas de milhares de indivíduos e criando novas histórias quando eles viajam, inspirando e educando as futuras gerações.

Os Violinos da Esperança podem ser encontrados em Phoenix, nos Estados Unidos,  entre fevereiro e março de 2019.

Uma variedade de programas de educação também é oferecida para alunos do 6º ao 12º ano dos Estados Unidos em centros de artes cênicas e campus em todo o Vale. Email info@violinsofhopephoenix.com para mais informações.

 
 
 

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit
O presidente Donald Trump reuniu-se com um grupo de criadores de conteúdo conservadores na Casa Branca para discutir ...
Leia Mais >
 

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento
Apoiada pelo regime cubano, a Venezuela vai sediar o XXV Encontro do Foro de São Paulo entre 25 ...
Leia Mais >
 

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde
O México assinou um acordo de cooperação com o regime cubano para levar médicos cubanos ao país como ...
Leia Mais >
 

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo
Nesta quinta-feira (11), o Ministério Público Federal de Goiás entrou com Ação Civil Pública (ACP) com pedido de ...
Leia Mais >