Valor da cesta básica na Nicarágua aumenta todos os meses

Por Voice of America

O preço da cesta básica na Nicarágua aumenta mês a mês desde a entrada em vigor da reforma iniciada pela Lei do Acordo Tributário, que retirou isenções de vários produtos de consumo massivo, chegando também aos setores agrícola e industrial.

Atualmente, o custo total da cesta básica é de 14 mil córdobas por mês, cerca de 470 dólares, dos quais mais de 9.000 são para alimentos, segundo dados do Banco Central da Nicarágua. Um trabalhador nicaraguense tem renda média mensal, de acordo com o salário mínimo, de 7.000 córdobas, o equivalente a 200 dólares.

Essa nova realidade obriga donas de casa como Juana Berrios a fazer reduções significativas em suas compras e no consumo de produtos e serviços básicos.

“Estamos consumindo menos, já não compramos a quantidade de coisas como fazíamos antes, estamos comendo o básico, que é arroz, feijão, assegurando óleo, talvez farinha e espaguete, que são os itens básicos que os nicaraguenses consomem”, assegurou Berrios à Voice of America, enquanto comprava alguns produtos na mercearia de seu bairro.

“Pelo menos frango, que é carne, podemos comer uma vez por semana e se não pudermos, iremos retirar da cesta básica”, acrescentou.

Os alimentos são os itens cujos preços mais variaram desde a implementação da reforma.

Em fevereiro, os nicaraguenses precisaram de uma média de 8.500 córdobas para comprar grãos básicos, carne e bebidas, enquanto atualmente precisa de uma média de 9.400 córdobas, um aumento significativo que os consumidores sofrem em suas casas, e que decidiram priorizar alimentos básicos e tradicionais, como arroz, feijão, açúcar e óleo.

De março a julho deste ano, o preço da cesta básica aumentou em 745 córdobas. O especialista em aconselhamento ao consumidor, Juan Carlos López, explicou que existe um comportamento econômico que elevou os preços de quase todos os produtos de consumo, mesmo aqueles que não foram afetados diretamente com a reforma.

“Todos os produtos já sofreram reajustes em seus preços, embora esses reajustes não sejam impostos pelo arcabouço legal, esses reajustes são traduzidos por comportamento econômico, de modo que é algo que se manifesta no consumidor final e que afeta o poder aquisitivo”, disse López à VOA.

A cesta básica na Nicarágua inclui 53 produtos e é projetada para cinco pessoas, dois adultos e três menores. Entre esses produtos estão considerados serviços como eletricidade, água potável e outros.

O setor privado e vários economistas alertaram o regime de que o ajuste fiscal e as reformas da previdência aumentariam o custo da cesta básica em pelo menos 70%.

 
 
 

Jornal Epoch Times é removido de cadeia de lojas em Hong Kong, gerando preocupação sobre a pressão de Pequim

Jornal Epoch Times é removido de cadeia de lojas em Hong Kong, gerando preocupação sobre a pressão de Pequim
Os moradores de Hong Kong estão expressando suas preocupações depois que uma franquia local da popular cadeia de ...
Leia Mais >
 

Câmara aprova urgência para projeto que autoriza porte de arma para novas categorias profissionais

Câmara aprova urgência para projeto que autoriza porte de arma para novas categorias profissionais
O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira (14) o regime de urgência para o ...
Leia Mais >
 

Senador Rodrigo Cunha destaca avanço da PEC contra abusos no Judiciário

Senador Rodrigo Cunha destaca avanço da PEC contra abusos no Judiciário
O senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) celebrou como passo importante contra abusos na Justiça do Brasil o fato de ...
Leia Mais >
 

Matteo Salvini garante que não abrirá portos da Itália ao navio da Open Arms

Matteo Salvini garante que não abrirá portos da Itália ao navio da Open Arms
O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, ordenou nesta terça-feira (13) que o navio da ONG Open ...
Leia Mais >