Uma das facetas do coletivismo é a morte da responsabilidade pessoal

Por João Luiz Mauad, Instituto Liberal

Em sociedades coletivistas, ninguém é responsável pelos seus atos e os erros humanos são vistos não como resultado de escolhas livres e conscientes, cujas consequências devem ser suportadas pelo agente, mas como imposição de alguém mais poderoso, quando não da sociedade inteira.

Não tardará o dia em que as indústrias de bebidas serão responsabilizadas pelo alcoolismo e eventuais cânceres de fígado e estômago. As indústrias alimentícias serão responsabilizadas por mortes decorrentes de diabetes, além, é claro, de casos de obesidade e outras doenças causadas pelo consumo de calorias ditas não saudáveis, embora ninguém jamais tenha visto um funcionário dessas empresas apontando armas para a cabeça de algum consumidor a fim de obrigá-lo a consumir algo que não quisesse.

Será que as indústrias automobilísticas também serão responsabilizadas por não informarem devidamente aos seus clientes que acidentes de carro podem matar e que, pelo menos aqui no Brasil, essa é uma das principais causas de óbitos não naturais? Não sei, mas num ambiente coletivista, tudo é possível.

Ademais, todos os mal afamados produtos citados existem porque os consumidores querem que eles existam. Embora muitos indivíduos sejam bastante imprudentes com a própria saúde, são suas vidas que estão em jogo e, portanto, num ambiente de liberdade caberia somente a eles sopesar custos e benefícios, além de arcar com as consequências de suas escolhas.

Não duvido que, em mais alguns anos, essa trama coletivista acabe tornando ilegais não só os cigarros, mas a cafeína, as guloseimas, os refrigerantes, as bebidas alcoólicas e outros produtos considerados nocivos pelos arautos da dita “saúde pública”.

Responsabilidade pelas próprias escolhas? Quem ainda liga pra isso?

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo

O conteúdo desta matéria é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Epoch Times

 
 
 

Rússia compete com China por vendas de armas ao Paquistão

Rússia compete com China por vendas de armas ao Paquistão
Durante anos, Pequim tem sido o maior fornecedor de armas para Islamabad, possuindo as compras de defesa como ...
Leia Mais >
 

Autoridades chinesas exigem instalação de câmeras de vigilância dentro de casas alugadas

Autoridades chinesas exigem instalação de câmeras de vigilância dentro de casas alugadas
Na China, o medo orwelliano de um Estado "Grande Irmão" está se tornando realidade, já que os cidadãos ...
Leia Mais >
 

Deputado acha que educação em tempo integral é adequada para o Brasil e pede debate

Deputado acha que educação em tempo integral é adequada para o Brasil e pede debate
Nesta terça-feira (23/4), a Comissão de Educação promove seminário para debater educação em tempo integral, na Câmara dos ...
Leia Mais >
 

Misterioso círculo gravado no gelo aparece em lago no planalto tibetano (Vídeo)

Misterioso círculo gravado no gelo aparece em lago no planalto tibetano (Vídeo)
Um círculo com um estranho desenho apareceu durante a noite no gelo do lago Qinghai, no planalto tibetano ...
Leia Mais >