Trump autoriza reabertura imediata de templos religiosos

Por EFE

Washington, 22 maio – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou nesta sexta-feira que as igrejas sejam reabertas imediatamente durante este fim de semana e ameaçou suspender a autoridade dos governadores caso estes não permitam o funcionamento dos templos.

Em entrevista coletiva, Trump anunciou a classificação de igrejas, sinagogas e mesquitas como locais essenciais, tornando-as cruciais para os EUA em nível federal no contexto da pandemia do novo coronavírus. Hospitais e fábricas de alimentos já estavam nessa categoria.

“Alguns governadores têm considerado essenciais as lojas de bebidas e clínicas de aborto, mas deixaram as igrejas de fora. Isso não está certo, então hoje estou corrigindo essa injustiça e convoca os governadores a permitirem que elas abram agora mesmo”, declarou o presidente americano.

O presidente ameaçou suspender a autoridade dos governadores se eles não permitirem o funcionamento dos templos e terminou seu discurso dizendo: “Os Estados Unidos precisam de mais oração, não menos”.

Trump disse que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA em breve fornecerão mais informações sobre as recomendações a serem seguidas.

Apesar das ameaças do presidente, as autoridades estaduais e municipais têm o poder de decidir se querem ou não retomar a atividade econômica e social em uma região. No nível federal, o CDC apenas emite recomendações, que os governadores então implementam conforme julgam conveniente, dependendo de como a pandemia afeta a sua população e os recursos hospitalares disponíveis.

Embora a decisão caiba às autoridades estaduais e locais, o presidente tem apelado repetidamente pela “liberação” daqueles estados com medidas de contenção mais rigorosas, como Michigan, governado pelos democratas, chave para as eleições presidenciais de novembro.

Os EUA continuam sendo o maior foco mundial da pandemia, com mais de 1,5 milhão de casos do coronavírus e pelo menos 95 mil mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins.

 
 
 

Trump envia ‘soldados fortemente armados’ em Washington e promete acabar com os tumultos em todo o país

Trump envia ‘soldados fortemente armados’ em Washington e promete acabar com os tumultos em todo o país
O presidente Trump anunciou segunda-feira à tarde que está destacando militares, juntamente com outros ativos federais, para impedir ...
Leia Mais >
 

Autonomia de Hong Kong sob escrutínio após vigília anual pelo massacre da Praça da Paz Celestial ser cancelada

Autonomia de Hong Kong sob escrutínio após vigília anual pelo massacre da Praça da Paz Celestial ser cancelada
Pela primeira vez em 30 anos, a polícia de Hong Kong proibiu uma vigília anual para comemorar as ...
Leia Mais >
 

Primeiro-ministro da China reconhece grave crise econômica, com 600 milhões de pessoas ganhando US$ 140 por mês

Primeiro-ministro da China reconhece grave crise econômica, com 600 milhões de pessoas ganhando US$ 140 por mês
Por Nicole Hao Após a conclusão das reuniões deste ano da legislatura chinesa de carimbos de borracha, o ...
Leia Mais >
 

Comunismo e cultura: uma experiência diferente de uma imigrante

Comunismo e cultura: uma experiência diferente de uma imigrante
Um boletim informativo recente da Publishers Weekly listou "10 livros essenciais sobre a experiência do imigrante". Nenhum é ...
Leia Mais >