Taiwan detecta aviões militares chineses sobrevoando território em disputa

Por Paul Huang, Epoch Times

O exército de Taiwan divulgou a interceptação de aviões militares da República Popular da China que invadiram o disputado Mar da China Oriental e a área das ilhas de Ryukyu, próximas de Taiwan. Esta é a primeira vez que o país divulga imagens dessas interceptações, que estão se tornando cada vez mais comuns à medida que Pequim intensifica suas manobras militares na região.

“Nós os estamos observando”, anunciou o Ministério da Defesa Nacional de Taiwan em um post no Facebook em 11 de maio, que incluiu fotos e um vídeo mostrando o encontro de um caça da Força Aérea taiwanesa com um bombardeiro e um avião de vigilância eletrônica do Exército de Libertação Popular.

Os aviões militares do regime chinês que entraram no Pacífico Ocidental na manhã de 11 de maio foram vários bombardeiros H-6K, um transporte Y-8, um avião de vigilância Tu-154, aviões de combate Su-35 e J-11 e um avião de alerta precoce KJ-2000.

Os exércitos de Taiwan e Japão enviaram aviões em resposta à incursão do regime chinês. As imagens de vídeo publicadas por Taiwan mostram claramente um bombardeiro H-6K chinês armado com dois mísseis de cruzador CJ-10. Outras fotos mostram os aviões de combate F-CK-1 e F-16 de Taiwan voando ao lado da aeronave da RPC.

Posted by 國防部發言人 on Friday, May 11, 2018

Um grupo de aeronaves da República Popular da China sobrevoou o Canal de Bashi, ao sul de Taiwan, e entrou no Estreito de Miyako perto de Okinawa antes de voltar à China. O outro grupo seguiu a rota norte no sentido horário e entrou no Estreito de Miyako antes de circundar Taiwan e retornar à China através do Canal de Bashi.

Esta foi a primeira vez que caças SU-35 foram enviados através do Canal de Bashi, segundo o Ministério da Defesa de Taiwan, que também assegurou ao público que a Força Aérea de Taiwan é plenamente capaz de supervisionar as operações aéreas e navais da RPC e de “tomar medidas eficazes para garantir a segurança nacional”.

Analistas afirmam que a publicação de fotos e vídeos de alto impacto midiático representa uma afirmação pública de Taiwan de que a nação insular está adotando uma postura mais dura com relação às invasões chinesas na zona marítima oriental de Taiwan.

Em abril, o porta-voz do Ministério da Defesa da RPC, Wu Qian, declarou em uma coletiva de imprensa que as frequentes operações aéreas que rondavam Taiwan foram “dirigidas contra as forças e as atividades independentistas da ilha”.

Avião de combate F-CK-1 da Força Aérea de Taiwan voa ao lado de uma aeronave de vigilância eletrônica Tu-154 da Força Aérea da República Popular da China (RPC) no Pacífico Ocidental em 11 de maio de 2018 (Força Aérea de Taiwan)
Avião de combate F-CK-1 da Força Aérea de Taiwan voa ao lado de uma aeronave de vigilância eletrônica Tu-154 da Força Aérea da República Popular da China (RPC) no Pacífico Ocidental em 11 de maio de 2018 (Força Aérea de Taiwan)

“As contínuas incursões de aviões e navios de guerra do Exército Popular de Libertação da China nas imediações de Taiwan e de Okinawa, no Japão, são uma provocação deliberada do regime chinês. É o prelúdio para a guerra”, disse Michael Tsai, ex-ministro da Defesa Nacional de Taiwan.

Tsai igualmente pediu ao governo taiwanês para que coordene com o Japão e os Estados Unidos as futuras interceptações de aviões e de navios de guerra chineses, e argumentou que Taiwan deve seguir as etapas necessárias para “dissuadir o comportamento agressivo adotado pelo Exército de Libertação Popular da China”.

Recentemente, o ex-chefe das forças navais japonesas também pediu a Taiwan e Japão que aumentem seus vínculos e intercâmbios militares em resposta às repetidas provocações de Pequim.

A China continua aumentando suas manobras militares e sua postura hostil no Mar da China Oriental e na área circundante a Taiwan. Em janeiro, Pequim adotou uma controvertida rota aérea muito próxima da linha central do Estreito de Taiwan, movimento amplamente percebido na ilha como uma provocação do regime chinês.

 
 
 

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia
O fornecedor russo de energia RAO A Nordic Oy cortou o fornecimento de eletricidade para a Finlândia no ...
Leia Mais >
 

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA
O que se passa na mente de Vladimir Putin? O Dr. Andrei Illarionov. Andrei foi assessor econômico de ...
Leia Mais >
 

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA
A primeira-ministra da Finlândia disse que o país precisa entrar na OTAN “sem demora”. A nação tem se ...
Leia Mais >
 

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA
Allan dos Santos, jornalista e fundador do canal Terça Livre, teve uma nova conta no youtube banida nesta ...
Leia Mais >