Supermercados e mercearias podem excluir não vacinados em estado australiano

Por Jack Phillips

Os supermercados no estado australiano de Queensland terão a opção de impedir a entrada de pessoas não vacinadas de acordo com as novas regras de vacinação.

A partir de 17 de dezembro, qualquer pessoa que entrar em um café, restaurante, bar, teatro, museu, biblioteca, estádio ou locais semelhantes deverá comprovar que está totalmente vacinado contra COVID-19. As regras, no entanto, não são obrigatórias para supermercados e mercearias, embora as autoridades australianas afirmem que todas as empresas – incluindo supermercados, mercearias e outros negócios essenciais – têm a opção de impor um mandato.

O ministro das pequenas empresas, Di Farmer, disse aos meios de comunicação nesta semana que o mandato não abrange serviços essenciais como supermercados, correios e farmácias. Mas eles têm essa opção, Farmer observou.

“Os serviços essenciais são as coisas que realmente permaneceram abertas durante o bloqueio”, disse Farmer, citado pela rádio 4BC. “Haverá também uma série de outras empresas que podem fazer a escolha de apenas ter seus funcionários vacinados e clientes usando seus negócios.”

Ao elaborar sobre se mercearias e supermercados podem exigir vacinas para entrada, Farmer disse que está “disponível para todas as empresas”.

“Qualquer empresa pode tomar essa decisão e muitas delas estão realmente pensando nisso muito seriamente”, disse ela, sem entrar em detalhes sobre o que as empresas estão considerando. Quando Queensland rescindir suas ordens de bloqueio, Farmer acrescentou, “você precisará estar vacinado e as empresas em todo Queensland tomarão essa decisão”.

“Se uma pessoa decidir não ser vacinada, então essas são as coisas que eles levarão em consideração”, disse ela.

O Epoch Times entrou em contato com o governo de Queensland para comentários adicionais.

Um porta-voz da Woolworths, uma das maiores redes de supermercados da Austrália, disse à News Ltd. que não exigirá passaportes de vacina.

“Temos um papel crítico a desempenhar no fornecimento de alimentos e produtos essenciais para todos os australianos e não exigimos que os clientes sejam vacinados para fazer compras em nossas lojas”, disse o porta-voz. “Nossas lojas permaneceram abertas durante a pandemia, com fortes medidas contra a COVID para proteger a saúde pública e garantir a continuidade do suprimento essencial para as comunidades.”

À medida que os passaportes para vacinas se tornam cada vez mais comuns, surgiram preocupações de que esses sistemas criariam uma sociedade de duas camadas de vacinados e não vacinados, e também foram sinalizados por seu potencial de discriminar grupos hesitantes à vacina dentro da sociedade. Alguns funcionários de saúde pública argumentaram que tais mandatos são necessários para aumentar as taxas de vacinação.

Alguns grupos de liberdades civis também expressaram alarme sobre algumas regras e restrições COVID-19 que foram impostas em toda a Austrália. Por exemplo, o Projeto de Lei 2021 de Saúde Pública e Bem-estar (Gestão da Pandemia) de Victoria foi aprovado no início desta semana, que foi classificado pelos legisladores da oposição como o “mais perigoso da história de Victoria”.

A lei concederia a capacidade de declarar uma pandemia ao primeiro-ministro de Victoria e ao gabinete do ministro da Saúde, que teria o poder de fazer cumprir as ordens, incluindo bloqueios, uso de máscara, mandatos de vacinação e quarentenas. Anteriormente, o governo precisava obter permissão do Parlamento para estender o estado de emergência.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia
O fornecedor russo de energia RAO A Nordic Oy cortou o fornecimento de eletricidade para a Finlândia no ...
Leia Mais >
 

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA
O que se passa na mente de Vladimir Putin? O Dr. Andrei Illarionov. Andrei foi assessor econômico de ...
Leia Mais >
 

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA
A primeira-ministra da Finlândia disse que o país precisa entrar na OTAN “sem demora”. A nação tem se ...
Leia Mais >
 

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA
Allan dos Santos, jornalista e fundador do canal Terça Livre, teve uma nova conta no youtube banida nesta ...
Leia Mais >