Shen Yun ‘estará nos livros de história um dia’, afirma autor de best-sellers

2021/11/01

LOUISVILLE, Kentucky – Dr. David West Reynolds, arqueólogo e autor de best-sellers, está encantado por ter tido a oportunidade de ver um show ao vivo do Shen Yun.

“Estou feliz por ter vivido em uma época em que era capaz de ver suas produções em vez de apenas ler sobre eles em um livro de história, porque um dia eles estarão nos livros de história”, disse ele após assistir à apresentação em 9 de outubro no Kentucky Center, Whitney Hall.

Reynolds é doutor em arqueologia, com especialização na Roma Antiga e no Egito. Ele também é o autor do best-seller #1 do New York Times de livros-guia de Guerra nas Estrelas. Seus livros foram traduzidos para uma dezena de idiomas e ele vendeu mais de 2 milhões de cópias em todo o mundo. Ele também escreveu livros sobre a história da exploração espacial, artigos sobre dinossauros e religião mundial. Ele foi o apresentador de um documentário sobre Guerra nas Estrelas na BBC e trabalhou como consultor sobre dinossauros para o Discovery Channel.

Reynolds disse que um show do Shen Yun é algo para se experimentar pessoalmente.

“Você tem que estar aqui, para sentir o que sentimos esta noite”, disse ele. “Uma grande arte precisa de um grande público. E assim, comparecer significa que também fazemos parte dessa tradição”.

Reynolds compartilhou sua perspectiva sobre o show através dos olhos de um arqueólogo.

“Como arqueólogo, vejo a cultura de uma perspectiva de milhares de anos. Por isso vejo que hoje é um tempo em que tanta beleza está sendo destruída na arte, mas também nos nossos modos culturais, na forma como nos tratamos”, disse.

Ele também expressou apreço pelos esforços do Shen Yun para reviver a cultura tradicional chinesa, dizendo que a empresa trabalhou muito “para trazer de volta o melhor que a civilização criou”.

“A civilização chinesa é tão poderosa e ver que tanto foi perdido, mas muito foi salvo – o Shen Yun salvou muito, antes que fosse tarde demais”, continuou ele.

Reynolds elogiou muito o diretor artístico do show que viu.

“O diretor do Shen Yun, assim que li o programa antes de entrar, pensei, uau, esse homem deve ser realmente extraordinário”, disse ele. “Mas, uma vez que você vê o que ele produziu, fico absolutamente maravilhado”.

“Estou honrado por ter podido ver isso na minha vida, por ver um artista do seu calibre, reunir uma empresa como esta”, continuou. “Eles estavam lá para transmitir mensagens poderosas sobre o que significa ser humano e qual é o nosso potencial. E isso é exatamente o que eu vi esta noite”.

Ele também compartilhou sua admiração por como o Shen Yun assumiu a difícil tarefa de retratar a tragédia por meio da arte.

“Há uma tragédia profunda que é simplesmente dolorosa de assistir. Já li nas manchetes, não posso acreditar que é verdade, não posso acreditar que está acontecendo agora”.

Reynolds estava se referindo à cena que descreve a perseguição aos praticantes do Falun Dafa na China atual sob o governo do regime comunista.

“Arte poderosa está disposta a assumir temas poderosos. O Shen Yun faz isso, nos mostra toda a extensão de quem somos, mas também nos mostra o que podemos ser e essa é a esperança”, disse ele.

Reynolds também observou o valor do Shen Yun em aumentar a conscientização sobre os valores tradicionais e o importante papel que eles podem desempenhar no mundo de hoje.

“O que mais aprecio nesta representação é que me faz acreditar que as tradições antigas, os valores antigos, são o que nos farão superar tudo isso que é tão doloroso no mundo moderno”, disse ele.

“Minha conclusão ao estudar toda a civilização é que, sem fé, você não pode compreender toda a experiência humana. E é por isso que toda a tecnologia que temos hoje pode distrair tanto que você esquece o que é importante.”

Reynolds disse que, apesar de todos os avanços tecnológicos no mundo hoje, existem lacunas que podem levar as pessoas a fazerem coisas ruins, mas o Shen Yun oferece esperança.

“Nosso mundo tecnológico parece ser tudo. É tão deslumbrante, opressor, mas está vazio. E nos permite fazer coisas terríveis que nunca deveriam ter acontecido.”

No entanto, ele disse: “Eu senti que o Shen Yun usa a tecnologia com o propósito de lembrar o que é ser humano”.

“A mensagem de fé e de esperança do Shen Yun é o que considero mais importante em toda a produção.”

“Não é apenas entretenimento”

Reynolds expressou sua admiração pela resiliência dos praticantes do Falun Dafa – uma disciplina espiritual da escola Buda guiada pelos três princípios universais de Verdade, Compaixão e Tolerância – que têm sido perseguidos na China desde 1999.

Ele admirou “A reação dos praticantes do Falun Dafa à perseguição, na qual eles se recusam terminantemente a ser maus”.

“Por menor que seja sua vida, você sempre tem a opção de escolher o que vai fazer. Você será uma influência positiva ou negativa? E não importa o que eles tirem de você, seja por causa de uma doença, se eles te prendem, se te batem, você pode escolher ser positivo, e essa escolha não pode ser tirada de você”, disse ele.

“Tudo o mais que eles podem tirar de você; sua vida, seu sustento, como vimos até seus órgãos [através da extração de órgãos perpetrada pelo regime na China], mas eles não podem tirar de você a escolha de ser uma pessoa boa, de ser virtuoso, e isso é algo muito poderoso de executar”.

Mas o show do Shen Yun lembra às pessoas que não importa a adversidade que enfrentemos, as pessoas podem se sentir em paz consigo mesmas, desde que saibam que tomaram a decisão certa com firmeza.

“Não é só entretenimento. É muito mais do que isso. Estou muito feliz por ter visto isso. Acho que é algo importante”, disse ele. “É praticamente impossível administrar uma empresa como essa sob as pressões e desafios que a empresa toda enfrenta.”

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também: