Senado americano aprova projeto de lei para conter ameaças dos Institutos Confúcio

Por Cathy He

O Senado aprovou um projeto de lei em 4 de março que visa livrar os campi universitários dos EUA da influência do Partido Comunista Chinês (PCC) por meio dos Institutos Confúcio financiados por Pequim.

A legislação, aprovada por unanimidade, obrigaria as universidades que hospedam um Instituto Confúcio a assumir o controle total dos centros, incluindo o que é ensinado e quem é contratado, ou perderia o financiamento federal. O projeto, apelidado de “Ato CONFUCIUS”, também foi aprovado por unanimidade durante a sessão do Senado no ano passado.

Os Institutos Confúcio, considerados centros da língua e da cultura chinesa, são financiados e supervisionados por um departamento do governo central chinês. Nos últimos anos, eles têm sido cada vez mais criticados por seu papel na supressão da liberdade de expressão e na promoção da propaganda de Pequim nos campi universitários.

“Esses institutos administrados pelo governo autoritário da China não permitem a livre troca de ideias”, disse John Kennedy (R-La), promotor da medida, na sala do Senado em 4 de março. “Eles não permitirão que ninguém fale sobre os uigures ou o povo do Tibete ou Hong Kong ou o que aconteceu na Praça Tiananmen”.

Em uma declaração separada, Kennedy descreveu os institutos como “centros de propaganda que ameaçam a liberdade acadêmica e a liberdade de expressão sem vergonha”.

“Muitas escolas americanas são vítimas dessa política todos os dias”, acrescentou.

O projeto também exigiria que os Institutos Confúcio protegessem a liberdade acadêmica e proibissem a aplicação de qualquer lei estrangeira no campus.

Nos últimos anos, vários Institutos Confúcio foram fechados nos Estados Unidos em meio a um crescente escrutínio de legisladores e defensores. Em fevereiro, havia 55 Institutos Confúcio espalhados por universidades americanas, e 64 já haviam sido fechados ou estavam em processo de fechamento, de acordo com a National Association of Scholars.

No ano passado, o governo Donald Trump designou o Confucius Institute Center dos Estados Unidos, com sede em Washington, como uma missão estrangeira. O então secretário de Estado Mike Pompeo disse na época que a medida era um reconhecimento do papel do instituto em “promover a propaganda global de Pequim e a campanha de influência maliciosa nos campi dos EUA”.

Entre 2006 e 2019, o regime chinês contribuiu com mais de US$ 158 milhões para cerca de 100 universidades americanas por meio dos Institutos Confúcio, de acordo com um relatório de 2019 do Subcomitê de Investigações do Senado (pdf).

No mês passado, um oficial americano solicitou publicamente que os alunos americanos aprendessem a língua e a história chinesas com o pessoal de Taiwan, em vez de aprender nos Institutos Confúcio.

“Aprender mandarim com professores taiwaneses significa aprender mandarim em um ambiente livre de censura ou coerção”, disse William Brent Christensen, diretor do escritório de Taipei do Instituto Americano em Taiwan, em entrevista à agência japonesa Nikkei Asia no início de fevereiro. O instituto é a embaixada de fato dos Estados Unidos em Taiwan.

Siga Cathy no Twitter: @CathyHe_ET

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 

 
 
 

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha
Um ex-membro de uma gangue criminosa japonesa disse que testemunhou o comércio de órgãos na China, tendo visto ...
Leia Mais >
 

BOLSONARO: “TOMAREMOS AS AÇÕES QUE DEVEM SER TOMADAS”; COREIA DO SUL AMPLIA DEFESA

BOLSONARO: “TOMAREMOS AS AÇÕES QUE DEVEM SER TOMADAS”; COREIA DO SUL AMPLIA DEFESA
O presidente Jair Bolsonaro discursou a uma multidão em Santa Catarina no sábado. Ele falou em “luta do ...
Leia Mais >
 

GUERRA “NÃO-CONVENCIONAL” DA CHINA; COLÔMBIA: GIRO À ESQUERDA; BRICS: IMPASSE DO BRASIL

GUERRA “NÃO-CONVENCIONAL” DA CHINA; COLÔMBIA: GIRO À ESQUERDA; BRICS: IMPASSE DO BRASIL
Um impasse para o Brasil? Ocorreu a cúpula do BRICS. China e Rússia falam em uma expansão do ...
Leia Mais >
 

ABORTO DEIXA DE SER DIREITO CONSTITUCIONAL NOS EUA; VEXAME DE BIDEN

ABORTO DEIXA DE SER DIREITO CONSTITUCIONAL NOS EUA; VEXAME DE BIDEN
O aborto agora não é mais um direito protegido pela constituição nos EUA. Isso depois que a Suprema ...
Leia Mais >