Presidente posta vídeo de mulher morta por muçulmanos e questiona feministas

Por Fernanda Salles, Terça Livre

O presidente Jair Bolsonaro levantou um assunto polêmico na madrugada deste domingo (6) ao postar um vídeo em suas redes sociais que mostra uma mulher sendo apedrejada até a morte por muçulmanos.

Sharia é um conjunto de leis islâmicas que são baseadas no Alcorão, e responsáveis por ditar as regras de comportamento dos muçulmanos.

Em árabe, sharia pode ser traduzida literalmente como “caminho para a fonte”, e atualmente é adotada em diversos países com predominância da cultura islâmica, seja de modo integral ou parcial.

Há diferentes categorias de ofensas na sharia. Aquelas que têm punição prescrita no Alcorão, chamadas de “hadd”, são: sexo fora do casamento e adultério, falsas acusações de ato sexual infiel, consumo de vinho (que pode se estender a todo tipo de bebida alcoólica), roubo e assalto em estradas. As penas para essas ações incluem chicotadas, apedrejamento, amputação, exílio ou execução.

O questionamento de Bolsonaro se deve ao silêncio das feministas diante das agressões cometidas por muçulmanos contra as mulheres.

No vídeo abaixo, uma repórter é agredida ao confrontar feministas em uma marcha esquerdista.

 
 
 

Bolsonaro defende que ataques no CE sejam considerados terrorismo

Bolsonaro defende que ataques no CE sejam considerados terrorismo
O presidente Jair Bolsonaro defendeu hoje (12) que ações criminosas ocorridas no Ceará sejam consideradas terrorismo.
Leia Mais >
 

Ortega é condecorado pelo Partido Comunista russo por “contribuição à paz”

Ortega é condecorado pelo Partido Comunista russo por “contribuição à paz”
O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, foi condecorado com a "Ordem Amizade dos Povos" pelo Partido Comunista da ...
Leia Mais >
 

UE se prepara para adiar Brexit até julho, diz jornal britânico

UE se prepara para adiar Brexit até julho, diz jornal britânico
A União Europeia (UE) está se preparando para adiar o Brexit até julho ao concluir que é pouco ...
Leia Mais >
 

O calcanhar de Aquiles de Pequim: sua falta de legitimidade

O calcanhar de Aquiles de Pequim: sua falta de legitimidade
Durante os 5.000 anos de história da China, os governantes de cada dinastia tentaram legitimar seus reinos através ...
Leia Mais >