Pequim deve ser pressionada a parar de perseguir o Falun Dafa, afirma congressista

Por Frank Fang

Deve haver uma maior conscientização global sobre a perseguição que dura duas décadas aos praticantes do Falun Dafa na China, disse um congressista dos EUA.

O representante Scott Perry (R-Pa.) Também destacou como os praticantes na China têm sido alvos do Estado para a extração forçada de órgãos, o que “é tão horrível quanto se poderia imaginar que seria”, de acordo com uma entrevista.

É necessária ação, disse ele, para parar a perseguição.

“Portanto, acredito que tanto o próprio governo quanto o Congresso têm um grande papel a desempenhar e muito pode ser feito, e não há tempo a perder”, disse Perry em 13 de julho, em entrevista à NTD, empresa parceira do Epoch Times.

“A cada dia que passa, mais pessoas são torturadas e isso incentiva o Partido Comunista a continuar fazendo as coisas que fez no passado, sem ser responsabilizado”, acrescentou.

Falun Dafa, também conhecido como Falun Gong, é uma disciplina espiritual que inclui cinco exercícios de meditação e um conjunto de ensinamentos morais baseados nos princípios da Verdade, Compaixão e Tolerância. A disciplina era muito popular na China durante a década de 1990, com cerca de 70 a 100 milhões de adeptos antes que o regime governante em Pequim começasse sua perseguição em julho de 1999.

Praticantes do Falun Gong seguram fotos comemorativas no Capitólio em Washington em 17 de julho de 2014 (Jim Watson / AFP / Getty Images)

Desde então, milhões de praticantes foram detidos em prisões, campos de trabalhos forçados e outras instalações, e centenas de milhares foram torturados enquanto encarcerados, de acordo com o Centro de Informações do Falun Dafa.

Um número incontável de adeptos do Falun Gong foram mortos para extração forçada de órgãos, partes vitais dos quais são posteriormente vendidas no mercado de transplante chinês. A extração forçada de órgãos do regime comunista atraiu a condenação de legisladores federais e estaduais nos Estados Unidos. Por exemplo, o Senado do Texas adotou uma resolução em junho chamando essa prática de “assassinato”.

Este ano, 20 de julho marcará o 22º aniversário do início da perseguição do Partido Comunista Chinês (PCC) aos seguidores do Falun Gong na China.

Perry, que chamou o regime chinês de “organização criminosa totalitária”, disse que os Estados Unidos poderiam tomar uma série de ações para forçá-los a encerrar suas violações aos direitos humanos, incluindo aquelas cometidas contra Falun Gong, uigures e tibetanos.

De acordo com Perry, essas ações incluem a imposição de sanções aos funcionários do Partido Comunista Chinês, a expulsão de diplomatas chineses dos Estados Unidos ou a negação do acesso da China aos mercados financeiros americanos.

“Temos que dizer que existem consequências. Vai haver sofrimento, vai haver sofrimento econômico, vai haver sofrimento diplomático, vai haver uma consequência para a reputação. Essas são todas as coisas que podemos e devemos fazer imediatamente”, disse Perry.

O representante Scott Perry (R-Pa.) fala em um painel intitulado “The Danger Today: China” na Conservative Political Action Conference (CPAC) em National Harbor, Maryland, em 27 de fevereiro de 2020 (Samira Bouaou / The Epoch Times)

Em 12 de maio, o Departamento de Estado dos EUA impôs sanções a um oficial chinês chamado Yu Hui, ex-diretor de uma agência chinesa com a tarefa específica de perseguir o Falun Gong. Yu foi o segundo oficial chinês a ser sancionado com medidas semelhantes às impostas pelos Estados Unidos a um chefe de polícia regional chinês em dezembro do ano passado.

Perry disse que outros países também deveriam tomar medidas semelhantes, a fim de “isolar o Partido Comunista da China e fazer com que eles tomem uma decisão”.

O que é igualmente importante, disse Perry, é que os indivíduos também podem ajudar a aumentar a conscientização sobre a perseguição ao Falun Gong.

“Todos nós podemos agir individualmente falando sobre essas coisas e informando vizinhos, amigos, colegas, parceiros de negócios, etc.”, disse ele.

Siga Frank no Twitter: @HwaiDer

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também:

 
 
 

ONU adverte que IA pode representar uma ameaça ‘negativa e até mesmo catastrófica’ aos direitos humanos

ONU adverte que IA pode representar uma ameaça ‘negativa e até mesmo catastrófica’ aos direitos humanos
A Organização das Nações Unidas advertiu que os sistemas de inteligência artificial (IA) podem representar uma ameaça "negativa, ...
Leia Mais >
 

Navios de guerra chineses entram em zona americana

Navios de guerra chineses entram em zona americana
Navios de guerra chineses entraram na zona econômica exclusiva americana. A mídia estatal chinesa disse ser uma medida ...
Leia Mais >
 

EUA, Austrália e Reino Unido firmam pacto histórico de defesa contra a China

EUA, Austrália e Reino Unido firmam pacto histórico de defesa contra a China
Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram nesta quarta-feira um pacto de defesa histórico, que inclui o apoio ...
Leia Mais >
 

Investidores de empresa chinesa exigem seu dinheiro de volta

Investidores de empresa chinesa exigem seu dinheiro de volta
Um novo surto do vírus do PCC atinge a China. Um homem testa positivo após 3 semanas em ...
Leia Mais >