Patrulha de Fronteira detém 711 migrantes do Brasil, Venezuela e Portugal

Por Agência EFE

A Patrulha de Fronteira de San Diego elogiou, na sexta-feira, a colaboração do Governo do México para deter 711 migrantes do Brasil, Venezuela e Portugal, entre 23 de outubro e 9 de novembro.

Em um tom incomum, o chefe da patrulha de San Diego, Aaron Heitke, declarou que o apoio do México “continua a desempenhar um papel vital na luta contra contrabandistas que exploram pessoas para obter ganhos monetários”.

“Agradecemos seu apoio e continuaremos nosso esforço conjunto para levar esses criminosos à justiça”, declarou.

O agente de supervisão,Tekae Michael, afirmou à Efe que as prisões puderam ser realizadas graças ao fato da Patrulha de Fronteira em San Diego ter uma equipe de Operações Estrangeiras que trabalha em conjunto com o Governo do México.

Também relatou que esta unidade “se articula regularmente com o governo federal do México, com o Instituto Nacional de Migração (INM)”, para enfrentar desafios conjuntos.

Michael explicou que o grupo de oficiais de operações estrangeiras “tem oficiais designados permanentemente”.

Em um comunicado, a Patrulha de Fronteira relatou vários grupos “incomumente grandes” de migrantes de nacionalidades que até poucos meses atrás eram incomuns de encontrar na fronteira da Califórnia com o México.

“Nas últimas semanas, os agentes da Patrulha de Fronteira do Setor de San Diego encontraram um número crescente de grupos de migrantes de tamanho incomum, variando de aproximadamente 50 a 90” pessoas de nacionalidade portuguesa, venezuelana e brasileira.

Esta é a contagem das prisões recentes de grandes grupos.

No dia 4 de novembro, a Patrulha prendeu 75 pessoas do Brasil, Venezuela e Portugal as quais encontrou trancadas em um caminhão. O motorista e um companheiro, que eram os traficantes, ambos de nacionalidade mexicana, foram presos.

Entre 28 de outubro e 9 de novembro, os agentes de fronteira encontraram outros cinco grupos, de 43, 49, 73, 84 e 93 pessoas, principalmente do Brasil e da Venezuela.

Em 27 de outubro, a Patrulha prendeu um grupo de 67 homens, mulheres e crianças do Brasil e da Venezuela. No dia 26 de outubro, ela encontrou outros dois grupos, um com 86 brasileiros e outro com 69 brasileiros, detidos no mesmo local.

Em 23 de outubro, 72 homens, mulheres e crianças do Brasil e da Venezuela foram detidos em San Ysidro enquanto tentavam cruzar a fronteira através de um esgoto.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19
Departamentos de saúde em vários estados confirmaram ao Epoch Times que estão analisando um aumento acentuado na taxa ...
Leia Mais >
 

“MADE IN CHINA”

“MADE IN CHINA”
Por NTD Notícias “Made in China”. Essas palavras aparecem em tudo, de computadores a brinquedos e imensas peças ...
Leia Mais >
 

China impõe duras medidas de controle da pandemia

China impõe duras medidas de controle da pandemia
Os EUA dizem que não se deterão com as últimas sanções da China. Pequim penalizou 4 oficiais americanos ...
Leia Mais >
 

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China
Um senador americano pede ao líder da defesa de seu país que aprofunde a cooperação com o Brasil. ...
Leia Mais >