Papa Francisco volta a celebrar missa com público no Vaticano

Por EFE

Cidade do Vaticano, 18 mai – O papa Francisco celebrou nesta segunda-feira a primeira missa com permissão de presença de fiéis após mais de dois meses, em cerimônia dedicada ao centenário do nascimento de João Paulo II.

O ato litúrgico matutino, realizado às 7h local (2h de Brasília) foi realizado na capela da Casa Santa Marta, residência oficial do líder da Igreja Católica e foi o último com transmissão ao vivo pela internet.

Na capela, cerca de 30 pessoas acompanharam a missa, separadas nos bancos conforme orientam as normas do governo da Itália. Algumas, no entanto, não usavam máscaras e luvas, apesar de se tratarem de itens obrigatórios dentro de igrejas, templos.

A cerimônia em homenagem a João Paulo II foi celebrada pelo papa com os cardeais Angelo Comastri e Konrad Krajewski e com os monsenhores Piero Marini e Jan Romeo Pawlowski.

Contrariando a proibição vigente na Itália, um pequeno coral de religiosos participou da missa, com todos os integrantes distantes uns dos outros.

Na homília dedicada ao polonês Karol Jozef Wojtyla, que liderou a Igreja Católica por 26 anos, de 1978, até morrer, em 2005, Francisco relembrou os traços do “bom pastor”, que enxerga no homenageado, que são a oração, a proximidade com as pessoas e o amor à justiça.

“João Paulo II era um homem de Deus, porque rezava e rezava muito, apesar do árduo trabalho que teve para guiar a Igreja”, explicou o atual pontífice.

Reabertura da Basílica

A segunda-feira no Vaticano é marcada também pela reabertura para visitantes da Basílica de São Pedro, que é considerada um marco do catolicismo e é uma das obras cristãs mais procuradas do mundo. O templo ficou fechado por causa da pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, por 69 dias.

A igreja foi fechada para fiéis e turistas em 10 de março, quando o governo da Itália decretou a paralisação de atividades, o que incluía o funcionamento de igrejas para público externo. Desde então, apenas os ritos da Semana Santa aconteceram, com a presença do papa e alguns auxiliares.

Desde as primeiras horas da manhã, uma grande fila se formou com fiéis e turistas aguardando para visitar o templo. A Guarda Suíça será responsável por organizar a entrada de pessoas na Basílica, com ajuda de voluntários da Ordem de Malta.

 
 
 

Da saúde a Hollywood: como o regime chinês tenta controlar a América

Da saúde a Hollywood: como o regime chinês tenta controlar a América
Hoje, as "plataformas de entretenimento" dos EUA estão tão "desesperadas pelo mercado chinês" que agora estão dispostas a ...
Leia Mais >
 

Embaixadas chinesas publicaram notas criticando os Jogos Olímpicos no Japão, mas por um motivo incomum que gerou furor entre internautas.

Embaixadas chinesas publicaram notas criticando os Jogos Olímpicos no Japão, mas por um motivo incomum que gerou furor entre internautas.
Por NTD Notícias Evidências apontam que a catástrofe das enchentes na China vem das autoridades do Partido Comunista. ...
Leia Mais >
 

Epoch Times lança iniciativa ‘Defendendo America’ com painel sobre a constituição

Epoch Times lança iniciativa ‘Defendendo America’ com painel sobre a constituição
O Epoch Times realizou um painel de discussão em 19 de julho entre os principais especialistas na Constituição ...
Leia Mais >
 

Enchentes mortíferas na China

Enchentes mortíferas na China
Por NTD Notícias O senador Marco Rubio na terça-feira disse em tuite que o fechamento do instituto Confúcio ...
Leia Mais >