Mídia estatal chinesa dá “boas vindas” a satélite Tiangong-1 e nega que estava fora de controle

Por Sunny Chao, Epoch Times

A estação espacial chinesa Tiangong-1 caiu no Oceano Pacífico Sul na manhã de segunda-feira (2). Enquanto muitos se preocupavam com o local onde o satélite fora de controle cairia, o regime comunista chinês comentou, antes de sua descida, que era improvável que Tiangong-1, de 8,5 toneladas, fosse causar danos durante sua queda. Ao invés disso, a mídia estatal afirmou que o satélite que reentrou na atmosfera terrestre seria um espetáculo “magnífico e grandioso”.

Tiangong-1, que significa Palácio Celestial em chinês, foi lançado em setembro de 2011. Ele caiu por volta das 8h15, horário de Pequim, de acordo com o Departamento de Engenharia Espacial da China.

O regime chinês informou às Nações Unidas em maio de 2017 que Tiangong-1 tinha “parado de funcionar” em março de 2016, mas não explicou o porquê.

A tecnologia aeroespacial chinesa ainda não está suficientemente avançada em comparação com outros países, de acordo com Luo Yu, ex-chefe da divisão de equipamentos de aviação do Departamento de Estado Maior do Exército de Libertação Popular, e filho do falecido general Luo Ruiqing.

“Ele perdeu o controle há muitos anos. Como estava fora de controle, não havia nenhuma maneira de saber sua velocidade de desaceleração e aterrissagem”, explicou em uma entrevista para a New Tang Dinasty Television em 2 de abril, rede de televisão associada ao Epoch Times.

Para seus próprios cidadãos, no entanto, o regime chinês ainda não está disposto a admitir que Tiangong-1 estava “fora de controle”, mesmo após sua queda. A mídia estatal do Partido Comunista Chinês usou palavras poéticas para suavizar o fracasso da estação espacial. O Departamento de Engenharia Espacial da China anunciou em 28 de março que Tiangong-1 “vai se transformar em uma bela entidade e passará pelos belos céus estrelados.” O jornal estatal People’s Daily divulgou a história com o título “Bem vindo ao lar”. E a agência estatal de notícias Xinhua descreveu o satélite como “tendo cumprido sua missão histórica.”

 
 
 

Extração forçada de órgãos do regime chinês pode se espalhar para outros países, alerta diretor de ONG

Extração forçada de órgãos do regime chinês pode se espalhar para outros países, alerta diretor de ONG
O regime comunista chinês exportaria sua prática horrível de extração forçada de órgãos assim que fosse capaz de ...
Leia Mais >
 

Luís Roberto Barroso atua como observador das eleições russas

Luís Roberto Barroso atua como observador das eleições russas
Luís Roberto Barroso, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, atua neste final de semana como observador das eleições ...
Leia Mais >
 

Congresso do Peru aprova lei para incinerar fundador do Sendero Luminoso

Congresso do Peru aprova lei para incinerar fundador do Sendero Luminoso
O plenário do Congresso peruano aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei que propõe modificações legais para permitir ...
Leia Mais >
 

Navios de guerra chineses entram em zona americana

Navios de guerra chineses entram em zona americana
Navios de guerra chineses entraram na zona econômica exclusiva americana. A mídia estatal chinesa disse ser uma medida ...
Leia Mais >