Mais de 78 mil pessoas se candidataram para uma viagem só de ida a Marte

Candidatos para viver no planeta vermelho vêm de mais de 120 países; 4 irão por vez a cada ano a partir de 2022

Em duas semanas num período de aplicação de dezenove semanas, mais de 78 mil pessoas se candidataram para se tornarem colonos de Marte em 2023. ‘Mars One’, uma organização sem fins lucrativos com o objetivo de estabelecer um assentamento humano no planeta, anunciou o marco.

“Isso está se transformando no trabalho mais desejado da história”, disse Bas Lansdorp, cofundador e CEO da Mars One, no anúncio. “Esses números nos colocam no caminho certo de nossa meta de meio milhão de candidatos.”

Todos os candidatos têm de pagar uma taxa de inscrição, entre 5 e 73 dólares, dependendo de que país eles vêm, e enviar um vídeo de um minuto que convença “as pessoas ao redor do mundo e o comitê de seleção da Mars One, que você seria um bom candidato para se tornar um dos astronautas da Mars One”, segundo o website da organização.

A viagem a Marte é de sentido único, porque após uma estadia prolongada num ambiente de gravidade inferior a terrestre, o corpo humano não será capaz de se ajustar à maior gravidade da Terra após o regresso, segundo a Mars One.

Os candidatos até agora vêm de todo o mundo, sendo a maioria dos Estados Unidos (17.324), China (10.241) e Reino Unido (3581). Muitos dos candidatos têm menos de 40.

Anders, de 51 anos, um candidato da Suécia, disse em seu vídeo, “Eu frequentemente me imagino entrando a bordo de uma nave espacial e indo explorar o universo. Frequentemente, eu tenho a sensação de que não pertenço aqui, mas de lá em cima, no espaço.”

Katarina, de 23 anos, uma candidata dos Estados Unidos, disse que é uma aventureira e exploradora e cresceu num “ambiente amoroso de ficção-científica”.

“Eu sempre sonhei em ser uma astronauta e ser capaz de explorar novos planetas”, disse ela. “Eu quero ir a Marte para aprender coisas incríveis e compartilhá-las com a Terra e, assim, ajudar a inspirar pessoas a continuarem explorando o espaço e expandindo os limites do conhecimento humano e do que podemos alcançar.”

Haverá quatro rodadas de seleção: durante a primeira rodada, o comitê de seleção da Mars One selecionará “os candidatos mais comprometidos, criativos, flexíveis e motivados”, disse o Dr. Norbert Kraft, oficial médico-chefe da Mars One.

Os líderes da Mars One esboçaram o que procuram em potenciais astronautas:

“Os candidatos precisam ter pelo menos 18 anos de idade, ter um profundo senso de propósito, vontade de construir e manter relacionamentos saudáveis, capacidade de autorreflexão e habilidade de confiar. Devem ser flexíveis, adaptáveis, curiosos, criativos e inventivos. Mars One não está à procura de habilidades específicas, como médicos, pilotos ou geólogos. Ao invés disso, os candidatos receberão um mínimo de oito anos de treinamento extensivo quando empregados pela Mars One. Embora qualquer tipo de educação formal ou experiência no mundo real possa ser um trunfo, todas as habilidades necessárias em Marte serão aprendidas durante o treinamento.”

Após receber todas as aplicações (a candidatura online é possível até 31 de agosto de 2013), os revisores regionais selecionarão em torno de 50-100 candidatos de diferentes regiões da Terra para uma segunda rodada.

O processo de seleção acabará em 2015 com 28-40 candidatos, que treinarão para a missão única por cerca de sete anos. Na primeira missão, prevista para decolar em 2022 e chegar em 2023, quatro astronautas serão enviados. Os outros grupos de quatro seguirão a cada ano.

A primeira missão está prevista para custar cerca de US$ 6 bilhões e a organização está à procura de financiamento para pagar os potenciais fornecedores para fazerem estudos conceituais do projeto e calcularem mais precisamente os custos do empreendimento.

Mars One planeja construir na Terra uma réplica do assentamento a partir deste ano. Uma missão de abastecimento, que terá uma nave de carga indo a Marte com suprimentos, como painéis solares, está programada para decolar em 2016. A primeira sonda pousará em 2018, se tudo ocorrer conforme o planejado, e, em 2021, seis “aterrissadores” – duas unidades vitais, duas unidades de suporte de vida, uma segunda unidade de suprimentos e outra sonda – estão programados para chegar em 2021 (veja as fotos para ter uma noção dos “aterrissadores”).

Espera-se que tudo esteja pronto até que os próprios astronautas cheguem ao planeta vermelho em 2023.

Para enviar da candidatura visite aqui.

Rendição artística de um assentamento no planeta Marte (YouTube)
Rendição artística de um assentamento no planeta Marte (YouTube)
Rendição artística de uma sonda exploratória em ação no planeta Marte (YouTube)
Mosaico do hemisfério Syrtis Major do planeta Marte, uma visão similar seria percebida de uma nave espacial (NASA)
Mosaico do hemisfério Syrtis Major do planeta Marte, uma visão similar seria percebida de uma nave espacial (NASA)
A superfície de Marte (NASA)
Um autorretrato da sonda Curiosity da NASA numa missão em Marte em 3 de fevereiro de 2013 (NASA)

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
 
 

Pequim prendeu pelo menos 100 praticantes do Falun Gong em setembro

Pequim prendeu pelo menos 100 praticantes do Falun Gong em setembro
O Partido Comunista Chinês (PCC) condenou pelo menos 100 praticantes do Falun Gong à prisão em setembro, de ...
Leia Mais >
 

“Round 6” na vida real; comércio de órgãos do PCC

“Round 6” na vida real; comércio de órgãos do PCC
Uma sociedade na qual todos competem por dinheiro e pela chance de mudar seus destinos; Onde excluídos têm ...
Leia Mais >
 

Pais que defendem seus filhos são tratados como terroristas domésticos por conselhos escolares

Pais que defendem seus filhos são tratados como terroristas domésticos por conselhos escolares
À medida que mais e mais pais vão aos conselhos escolares locais para reclamar sobre a teoria crítica ...
Leia Mais >
 

46 mortos e 41 feridos em incêndio em Taiwan

46 mortos e 41 feridos em incêndio em Taiwan
Pelo menos 46 morreram após um incêndio “extremamente severo” em Taiwan. Ocorrido dentro de um prédio de 13 ...
Leia Mais >