Mãe com condição cardíaca crítica vê sinais vitais melhorarem quando recém-nascido é colocado em seus braços

Por Louise Chambers

Uma nova mãe, cuja vida estava em risco depois que uma condição cardíaca crítica a forçou a dar à luz mais cedo, viu seus sinais vitais melhorarem quando seu filho recém-nascido foi colocado em seus braços. Tanto ela quanto seu bebê lutaram por suas vidas, superando essa tribulação juntos.

Veronica Williams, de Covington, no Kentucky, soube que ela e seu marido, Sean, estavam esperando um bebê em agosto de 2021. Veronica não teve sinais de doença cardíaca durante a gravidez, e a falta de ar e o inchaço que ela experimentou “pareciam sintomas normais de gravidez.”

No entanto, em 8 de março, o Apple Watch de Veronica registrou uma alta frequência cardíaca em repouso. No dia seguinte, ela teve o mesmo alerta várias vezes e sua falta de ar piorou. Assim, ela foi para o hospital às 17h daquele dia.

Epoch Times Photo
Veronica Williams, de Covington, no Kentucky, no hospital (Cortesia de Verônica Williams)

“Meu marido e eu pensamos que seria uma viagem rápida”, disse Veronica, de 27 anos, ao Epoch Times. “Depois de escrever para o meu médico através do MyChart, me disseram para ir ao pronto-socorro. Claro que escutei, pois estava grávida e queria ter certeza de que minha filha estava bem”.

Com Sean, de 26 anos, ao seu lado, Veronica foi internada no St. Elizabeth Healthcare de Kentucky para monitoramento.

“Durante todo esse tempo eu me senti bem e até estava sentada lá com meu marido sorrindo de um programa de TV que estávamos assistindo”, lembrou ela. “A última coisa que me lembro é dos médicos chegando para pedir permissão para fazer uma cesariana de emergência.”

Brooklynn Jean Williams nasceu por cesariana no laboratório de cateterismo do hospital em 9 de março, pesando aproximadamente 1,87 kg. Oito semanas prematura, Brooklynn foi levada às pressas para uma incubadora na UTIN para usar uma máquina de oxigênio CPAP e um tubo de alimentação.

Epoch Times Photo
Sean com sua esposa e filha recém-nascida no hospital (Cortesia de Verônica Williams)

Enquanto isso, Veronica foi diagnosticada com miocardite linfocítica, uma doença inflamatória do coração. Com seu status crítico, os médicos tomaram uma decisão.

“Os médicos decidiram colocar minha filha em meus braços devido ao desconhecido – se eu conseguiria sobreviver – queriam dar a chance da mãe e a filha se conhecerem”, disse Veronica.

Segundo a equipe de atendimento de Veronica, quando o bebê Brooklynn foi colocado nos braços de sua mãe, os sinais vitais de Veronica melhoraram.

A enfermeira-gerente de recuperação de cirurgia cardíaca, Lindsay Calderon, disse à WCPO: “Esta é uma daquelas vezes em que o St. Elizabeth se levantou e aproveitou a oportunidade para fazer o que era melhor para a mãe e o bebê, e isso significava sair da nossa zona de conforto. Isso significava fazer coisas que nunca tínhamos feito.”

Testemunhando a melhora da condição de Veronica, Calderón disse que era uma “sensação incrível”, até para quem apenas assistia.

Epoch Times Photo
(Cortesia de Verônica Williams)

Enquanto Veronica estava inconsciente, a presença de seu bebê atenuou seus sintomas. “Era algo que eles nunca haviam visto antes; todos na sala estavam emocionados”, disse ela ao Epoch Times.

Quando Veronica acordou, ela havia sido transferida para o Centro Médico da Universidade de Cincinnati com o marido e o pai ao seu lado. Ela estava entubada e incapaz de falar.

“Meu marido me disse que nossa filha foi entregue e está indo muito bem. Ele estava me mostrando fotos dela, além de mostrar cartazes que a equipe da UTIN havia feito para mim com fotos e pequenas mensagens”, lembrou Verônica. “Fiquei tão aliviada por ela ter conseguido, foi uma lutadora!”

Epoch Times Photo
Brooklynn Jean Williams nasceu em 9 de março (Cortesia de Veronica Williams)

Epoch Times Photo
(Cortesia de Verônica Williams)

Três meses depois, Veronica e Brooklynn estão indo bem. Brooklynn dobrou seu peso e não mostra sinais de trauma após sua chegada ao mundo complicada. Veronica, que passou por várias cirurgias cardíacas, está avançando todos os dias.

“Mas ainda estamos esperando para ver se posso me recuperar completamente e se precisarei de um desfibrilador”, disse ela. “Os médicos esperam que eu possa me recuperar completamente em seis meses a um ano, mas por enquanto estamos dando um passo de cada vez”.

De licença de seu emprego em tempo integral como coordenadora de aquisição de talentos do St. Elizabeth Healthcare, Veronica está levando a maternidade e a recuperação cuidadosamente.

O pai de Sean iniciou uma campanha de arrecadação de fundos no GoFundMe para ajudar a jovem família a lidar com suas contas médicas e salários perdidos. Veronica, que se sente “além de abençoada”, compartilhou no Facebook: “Todo o amor e apoio que minha família e eu recebemos durante esse período é inacreditável… o poder da oração é realmente incrível e me deu uma segunda chance na vida que não Será desperdiçada”.

Epoch Times Photo
Veronica e Sean com a filha no Dia das Mães (Cortesia de Verônica Williams)

Veronica e Sean se conhecem muito bem, pois seus avós eram vizinhos em sua cidade natal, Florence, no Kentucky. No entanto, eles só começaram a namorar no último ano do ensino médio em 2013 e se casaram no outono de 2019.

Além do milagre do nascimento de sua filha e do impacto de sua própria recuperação, Veronica espera que sua experiência encoraje outras mulheres a levar todos os sintomas a sério.

“Gostaria de compartilhar com os leitores que ouçam seus médicos”, disse ela, “e não ignorem nada que seja anormal para você, especialmente durante a gravidez”.

Epoch Times Photo
(Cortesia de Verônica Williams)

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha
Um ex-membro de uma gangue criminosa japonesa disse que testemunhou o comércio de órgãos na China, tendo visto ...
Leia Mais >
 

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’
O ex-presidente Donald Trump disse que sua casa em Mar-a-Lago na Flórida está "sob cerco" e "ocupada por ...
Leia Mais >
 

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN
O ex-presidente dos EUA Donald Trump discursou esse final de semana na CPAC do Texas. A sede americana ...
Leia Mais >
 

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta segunda-feira estar "preocupado" com o uso de armas pela ...
Leia Mais >