Indústria de comunicação quântica chinesa parece ser um grande fracasso

Por Chen Simin

O 13º Plano Quinquenal do Partido Comunista Chinês (PCC) será concluído este ano. Pela primeira vez, as comunicações quânticas fazem parte do plano e foram até listadas como a segunda maior indústria estratégica emergente e um projeto de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) patrocinado pelo governo. No entanto, o projeto provavelmente fracassará e se sofrerá grandes perdas de investimento.

Em 29 de setembro de 2017, a porta-voz do regime, Xinhua, elogiou a abertura oficial do “Link Pequim-Xangai”, um link de fibra óptica de comunicação quântica segura que conecta Pequim e Xangai. Pan Jianwei, o líder do projeto e principal físico quântico da China, indicou que esta ligação quântica servirá como a espinha dorsal conectando as redes quânticas de quatro cidades: Pequim, Xangai, Jinan e Hefei, de acordo com o relatório.

A tecnologia quântica é um campo emergente da física e da engenharia que se baseia nos princípios da física quântica. Exemplos de tecnologias quânticas incluem computação quântica, sensores quânticos, criptografia quântica, simulação quântica e imagens quânticas.

A QuantumCTek, anteriormente conhecida como Anhui Quantum Communications, é considerada a líder da indústria de tecnologia quântica na China. Seu site informa que a empresa “integra produção, ensino e pesquisa”. Os três principais acionistas da QuantumCTek são a Universidade de Ciência e Tecnologia da China (USTC), que possui uma participação de 18%; Pan Jianwei, que é afiliado ao USTC, possui cerca de 11%; e a Academia Chinesa de Ciências, que é acionista indireta por meio da Academia Chinesa de Ciências Holdings Co. O USTC está sob a liderança direta da Academia Chinesa de Ciências.

No entanto, Xu Lingyu, colunista do Guancha Syndicate e pesquisador aposentado do Departamento de Física da Universidade da Califórnia (UCLA), observou que essa nova tecnologia não despertou muito interesse, uso ou benefício na China e está destinada a ser abandonada em breve.

Em seu artigo intitulado “As razões e verdades do projeto de comunicação quântica que desce do altar”, Xu explicou que “a rede de comunicação quântica Pequim-Xangai foi ignorada pela mídia. Vários links de comunicação quântica interprovinciais originalmente planejados foram suspensos. A mídia nunca noticiou qualquer cliente usando tecnologia de comunicação quântica segura para pagamentos e transferências online. Um produto sem usuários entusiasmados e sem lucros estáveis ​​acabará sendo abandonado pelo mercado a qualquer momento”.

No entanto, em 9 de julho deste ano, a QuantumCTek se tornou a primeira empresa de tecnologia quântica a fazer um IPO na China com um preço de emissão de 36,18 yuans (US$ 5,18). Ao meio-dia, o preço atingiu US$ 50,49 por ação, 876% mais alto do que seu preço de emissão na reunião de mercado do Shanghai STAR. Então, no final do dia, a ação subiu 924% em relação ao preço de emissão, o maior salto no primeiro dia na história dos mercados de ações da China.

Ou seja, no ano de encerramento do 13º Plano Quinquenal, o projeto de comunicação quântica que o PCC vem promovendo cedo ou tarde se tornará um mercado fora da lei. Ainda assim, a QuantumCTek conseguiu ser listada com sucesso como “o primeiro mercado de ações de tecnologia quântica da China”.

A QuantumCTek é uma empresa de alto perfil no mercado de ações chinês porque foi aclamada pelo PCC por meio do 13º Plano Quinquenal e porque seu fundador, Pan Jianwei, é conhecido na China como o “pai da tecnologia quântica”.

Mas há algo nas letras pequenas sobre o prospecto da empresa que é facilmente esquecido. “A pesquisa e o desenvolvimento da tecnologia da empresa não estão ligados à Universidade de Ciência e Tecnologia da China ou à Pan Jianwei”, diz o texto.

Ao mesmo tempo, no início de 2019, quando Pan declarou publicamente que sua interação com uma série de empresas do setor militar se limitava a conferências científicas, seu visto para viajar para os Estados Unidos foi adiado devido à sua atividade de “headhunting” no quadro do programa “Milhares de talentos” da China. Sua pesquisa também foi relatada como tendo aplicações militares de defesa.

Informações públicas revelam que os cinco principais clientes da QuantumCTek se enquadram nas categorias políticas e militares de assuntos governamentais, finanças, poder e defesa nacional, e em 2017, 2018 e 2019, esses cinco principais clientes representaram 82,87%, 73,59% e 80,75% da receita da empresa, respectivamente. Esses dados mostram duas coisas: a QuantumCTek enfrenta o risco de ser controlada por grandes clientes centralizados, e seus produtos e equipamentos de comunicações quânticas são fornecidos principalmente ao governo, empresas estatais e militares.

Quando a QuantumCTek abriu o capital, os executivos da empresa disseram que iriam acelerar a expansão do mercado e a aplicação comercial e desenvolver um ecossistema da indústria de comunicações quânticas. No final do terceiro trimestre deste ano, a QuantumCTek informou que planeja coordenar a construção de uma linha de comunicação quântica no delta do rio Yangtze e que seu negócio depende principalmente da promoção dos governos locais.

Xu Lingyu, em seu artigo, citou um relatório de auditoria emitido por uma empresa de contabilidade. O documento mostrou que a receita da QuantumCTek está fraca desde 2016. Ela mostrou um crescimento negativo em 2018 e uma queda de 80% em 2019. De acordo com relatos da imprensa, a QuantumCTek é o fabricante líder de equipamentos de comunicação quântica na China e sua situação financeira nos últimos anos reflete totalmente a situação difícil da industrialização da comunicação quântica.

A mídia estatal People’s Daily certa vez publicou um artigo elogiando a comunicação quântica, dizendo que ela “ajuda a segurança e a confidencialidade das informações”. No entanto, muitos especialistas dentro e fora da China apontam que a chamada comunicação quântica no país não é uma nova tecnologia de comunicação, nem mesmo uma nova tecnologia criptográfica. É, na verdade, apenas uma tecnologia de “distribuição quântica de chaves” (QKD). Em essência, é uma tecnologia de criptografia em vez de uma tecnologia de comunicação e é apenas um aplicativo na Internet quântica.

A criptografia quântica atualmente tem um significado prático, especialmente o de valor comercial. Sem a infraestrutura de uma Internet quântica, todos os aplicativos de comunicação quântica, incluindo QKD, são inúteis. Em tais circunstâncias, promover cegamente a engenharia e a industrialização da “distribuição quântica de chaves” inevitavelmente leva a problemas.

Peng Chengdong, presidente da QuantumCTek, parece saber muito bem. De acordo com relatórios públicos, ele confessou: “Se uma empresa não consegue transformar tecnologias inovadoras em produtos maduros que podem ser comercializados, se os novos produtos não podem ser efetivamente integrados com a indústria moderna de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) e a indústria tradicional de segurança da informação, se novos produtos mais fracos do que a criptografia e produtos comerciais tradicionais forem criados em termos de maturidade tecnológica, o desenvolvimento do mercado e futuro da empresa serão adversamente afetados”.

QuantumCTek também lembrou aos investidores que a indústria de comunicação quântica é influenciada pelas autoridades e está sujeita a mudanças adversas.

Em outro artigo, Xu Lingyu disse que a Lei de Criptografia que entrou em vigor em 1º de janeiro inclui o gerenciamento e o controle da futura tecnologia de criptografia. A tecnologia de criptografia quântica não se qualifica como a base da criptografia do país ou da criptografia comum e não tem a capacidade de participar da competição comercial do mercado de criptografia.

“Com a Lei de Criptografia [em vigor], os projetos de comunicação quântica não podem mais ser a ponta de lança. Os bons dias de comercialização e industrialização com dinheiro do governo estariam chegando ao fim”, disse Xu.

Em outras palavras, a Lei de Criptografia lançada no último ano do 13º Plano Quinquenal pode ter deixado a indústria de comunicações quânticas como um projeto inacabado.

Na verdade, os vencedores e perdedores já apareceram. Os principais acionistas da QuantumCTek ganharam mais de 100 milhões de yuans (US$ 14,8 milhões) depois que a empresa abriu o capital no mercado Shanghai STAR. Por exemplo, o desenvolvedor do projeto, Pan Jianwei, ganhou mais de 2,4 bilhões de yuans (US $ 355,7 milhões). Dois meses depois, os acionistas do mercado secundário sofreram uma perda trágica de mais de 21 bilhões de yuans (US$ 3,1 bilhões) devido à queda dos preços das ações e do valor de mercado.

Chen Simin é um escritor freelance que frequentemente faz críticas à China atualmente. Ele contribui para o Epoch Times desde 2011.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 

 
 
 

Pequim prendeu pelo menos 100 praticantes do Falun Gong em setembro

Pequim prendeu pelo menos 100 praticantes do Falun Gong em setembro
O Partido Comunista Chinês (PCC) condenou pelo menos 100 praticantes do Falun Gong à prisão em setembro, de ...
Leia Mais >
 

María Cabal fala sobre a infiltração do comunismo na América Latina

María Cabal fala sobre a infiltração do comunismo na América Latina
Hoje ouviremos a Sra. María Cabal, senadora da Colômbia, que nos fala sobre a insurgência comunista que está ...
Leia Mais >
 

O impacto da China nos danos ao meio ambiente

O impacto da China nos danos ao meio ambiente
A China comunista está impactando severamente o ambiente, a terra, o ar e a água. A nação asiática ...
Leia Mais >
 

“Round 6” na vida real; comércio de órgãos do PCC

“Round 6” na vida real; comércio de órgãos do PCC
Uma sociedade na qual todos competem por dinheiro e pela chance de mudar seus destinos; Onde excluídos têm ...
Leia Mais >