Brasil identifica primeiros dois casos da Ômicron na América Latina

Por Agência EFE

O Brasil confirmou, na terça-feira, as duas primeiras infecções pela variante Ômicron da COVID-19, em um casal de São Paulo que estava na África do Sul e supõe-se que sejam os dois primeiros casos do país e da América Latina, informaram fontes oficiais.

Os dois casos, referentes a um homem de 41 anos e sua esposa de 37 anos, foram confirmados após o teste para a COVID-19 e subsequente sequenciamento genético pelo Hospital Israelita Albert Einstein, um dos principais centros médicos da América Latina, conforme esclarecido pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

O casal desembarcou no país, oriundo da África do Sul, no dia 23 de novembro e realizou novos exames após dois dias, quando ambos foram diagnosticados com a doença e então, confirmou-se a infecção pela nova variante.

“Diante do diagnóstico positivo, o casal foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar. Ambos estão sob acompanhamento das autoridades sanitárias “regionais e municipais” de São Paulo, juntamente à seus respectivos familiares”, declarou a secretaria.

As autoridades paulistas informaram que também investigam um terceiro possível caso da variante Ômicron no estado, referente a um homem que mora na cidade de Guarulhos e desembarcou na semana passada da Etiópia.

Da mesma forma, pelo menos outros dois estados brasileiros investigam casos suspeitos da nova variante, que ativou alertas globais nos últimos dias.

Em meio a temores globais quanto a disseminação da Ômicron, o Brasil anunciou o fechamento de suas fronteiras aéreas com uma dezena de países africanos, como África do Sul, Botswana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue e Essuatíni (antiga Suazilândia).

Também está sendo considerada a extensão da medida à Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

Com cerca de 213 milhões de habitantes, o Brasil é, ao lado dos Estados Unidos e da Índia, um dos países mais atingidos pela pandemia no mundo e, até o momento, acumula quase 615 mil mortes e 22 milhões de infectados pela COVID-19.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19
Departamentos de saúde em vários estados confirmaram ao Epoch Times que estão analisando um aumento acentuado na taxa ...
Leia Mais >
 

“MADE IN CHINA”

“MADE IN CHINA”
Por NTD Notícias “Made in China”. Essas palavras aparecem em tudo, de computadores a brinquedos e imensas peças ...
Leia Mais >
 

China impõe duras medidas de controle da pandemia

China impõe duras medidas de controle da pandemia
Os EUA dizem que não se deterão com as últimas sanções da China. Pequim penalizou 4 oficiais americanos ...
Leia Mais >
 

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China
Um senador americano pede ao líder da defesa de seu país que aprofunde a cooperação com o Brasil. ...
Leia Mais >