“Hands off Venezuela de inmediati!”, desafia Maduro em péssimo inglês (Vídeo)

Por Epoch Times

Um dos últimos discursos do ditador comunista Nicolás Maduro está se tornando viral, mas não pelas razões que ele esperava. O que está chamando a atenção é a maneira como ele tentou advertir Donald Trump para não se meter com os assuntos da Venezuela: “Hands off Venezuela, de inmediati!”, disse ele.

Diante do riso dos presentes, ele perguntou: “É assim que se diz? Não se diz inmediaty? “E insistiu:” Inmédiaty! “. “Não é assim, Donald Trump?”, acrescentou.

Assista:

Os Estados Unidos são um dos países com a posição mais dura em relação ao novo mandato de Nicolás Maduro, que tomou posse em 10 de janeiro sem o reconhecimento internacional.

Donald Trump foi um dos primeiros a reconhecer Juan Guaidó como presidente em exercício da Venezuela depois que ele assumiu o cargo em 23 de janeiro. Depois dele, vários outros chefes de Estado juntaram-se ao reconhecimento de Guaidó, incluindo Brasil, Argentina, Colômbia, OEA e Canadá.

Escalada das tensões

Na segunda-feira (28), os Estados Unidos anunciaram sanções contra a petroleira estatal venezuelana PDVSA. O Departamento do Tesouro disse que a companhia de petróleo tem sido durante muito tempo um veículo para a corrupção de autoridades e empresários venezuelanos. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que as sanções ajudarão “a impedir que Maduro continue desviando os ativos da Venezuela e a preservar esses ativos para o povo da Venezuela”.

As tensões entre os dois países pareceram diminuir um pouco depois que o regime de Maduro suspendeu sua exigência de que diplomatas norte-americanos deixassem o país em 72 horas, a partir de 26 de janeiro. A administração Trump rejeitou a ordem de Maduro de 23 de janeiro, argumentando que o ditador não tinha autoridade legal.

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela informou que oferece um prazo de 30 dias para negociar com autoridades norte-americanas a criação de um “escritório de interesses dos Estados Unidos” na Venezuela e um escritório venezuelano similar nos Estados Unidos.

Washington, por sua vez, aceitou a designação de Carlos Alfredo Vecchio como Encarregado de Negócios de Guaidó em 25 de janeiro. Ele será o representante do governo da Venezuela perante os Estados Unidos.

 
 
 

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit
O presidente Donald Trump reuniu-se com um grupo de criadores de conteúdo conservadores na Casa Branca para discutir ...
Leia Mais >
 

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento
Apoiada pelo regime cubano, a Venezuela vai sediar o XXV Encontro do Foro de São Paulo entre 25 ...
Leia Mais >
 

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde
O México assinou um acordo de cooperação com o regime cubano para levar médicos cubanos ao país como ...
Leia Mais >
 

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo
Nesta quinta-feira (11), o Ministério Público Federal de Goiás entrou com Ação Civil Pública (ACP) com pedido de ...
Leia Mais >