General de divisão venezuelano rompe com Maduro: “não mais Castro-comunismo para a Venezuela” (Vídeo)

Por Jesús de León, Epoch Times

O general de divisão da Aviação Militar Bolivariana, Ramón Rangel, ignorou ontem (12) a autoridade de Nicolás Maduro no comando das Forças Armadas e exortou os militares a fazer o mesmo e aderir à Constituição.

“Faço um chamado às FANB para aderir ao Artigo 328, não continuemos dizendo sempre leais, traidores nunca, porque estamos sendo traidores de uma Constituição Nacional. Nós não podemos ser servis a uma pessoa ou preconceito político”, disse ele, citando a Constituição.

Em um vídeo divulgado através das redes sociais, o militar fez um apelo às FANB para que lutem apegados à Constituição, e deixem o Castro-comunismo instalado na Venezuela.

Ele convidou os venezuelanos a continuar lutando para salvar a democracia e a liberdade do país, acrescentando: “Não mais Castro-comunismo comunismo para a Venezuela”.

“Temos que encontrar uma maneira de remover nosso medo, de sair às ruas, protestar e procurar uma união militar para mudar esse sistema político e nos livrarmos do jugo do Castro-comunismo”, disse ele.

Ele responsabilizou Cuba pela tragédia que a Venezuela vive hoje e espera que em breve as FANB tomem uma decisão que permita o resgate da soberania.

O general disse que viveu em Cuba por 6 anos e que viu em primeira mão a realidade naquele país, com uma grande pobreza criada pelo regime cubano, mas que o próprio regime acusa o bloqueio dos Estados Unidos, o que é totalmente “falso”, disse ele.

“Eles trouxeram essa condição política do Estado cubano ao Estado venezuelano e semearam esse terror psicológico que é o que tem dado medo à participação do povo e dos militares em buscar as mudanças necessárias para não continuarmos mais com as condições de vida que nós temos hoje”, disse o general.

A presidente da Organização de Controle Cidadão para a Segurança e Defesa das Forças Armadas, Rocío San Miguel, assegurou neste domingo no Twitter que a importância do pronunciamento contra Nicolás Maduro, do general Ramón Rangel, repousa no fato de que “os militares conhecem a manobras sombrias do chavismo com Havana e os segredos da morte de Hugo Chávez.”

Ontem, o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, também mencionou a intervenção dos cubanos naquele país e à possível cooperação militar com os Estados Unidos antes da crise que atravessa o país.

2 Presidente da Venezuela, Juan Guaidó (centro), fala durante manifestação no sábado, 11 de maio, na Plaza Alfredo Sadel em Caracas (Venezuela) (Raúl Martínez/EFE)

Guaidó informou que ele pediu ao seu representante diplomático nos Estados Unidos, Carlos Vecchio, para se reunir com o Comando Sul daquele país para coordenar uma possível cooperação diante da crise nacional.

Sobre a presença cubana na Venezuela, ele disse:

“Sempre falei de cooperação (porque) a intervenção na Venezuela já existe”, afirmou, denunciando a participação de cubanos nas Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) e a presença no país do grupo guerrilheiro colombiano Exército de Libertação Nacional (ELN).

 
 
 

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit
O presidente Donald Trump reuniu-se com um grupo de criadores de conteúdo conservadores na Casa Branca para discutir ...
Leia Mais >
 

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento
Apoiada pelo regime cubano, a Venezuela vai sediar o XXV Encontro do Foro de São Paulo entre 25 ...
Leia Mais >
 

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde
O México assinou um acordo de cooperação com o regime cubano para levar médicos cubanos ao país como ...
Leia Mais >
 

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo
Nesta quinta-feira (11), o Ministério Público Federal de Goiás entrou com Ação Civil Pública (ACP) com pedido de ...
Leia Mais >