Facebook acaba de anunciar sua nova moeda virtual, a Libra

Por Agência Sputnik Brasil

A nova moeda digital chamada Libra foi anunciada nesta terça-feira (18) pelo Facebook, a maior rede social virtual do mundo.

Espera-se que a nova criptomoeda ajude bilhões de usuários a realizar transações internacionais.

Como o Facebook é atualmente usado por mais de dois bilhões de pessoas, estima-se que a nova moeda virtual possa se tornar uma importante fonte de renda para o gigante das mídias sociais, e pode potencialmente alterar seu modelo financeiro convencional, informou o The Guardian.

Assim como a maioria das criptomoedas, a Libra será operada e protegida por qualquer parte interessada que tenha acesso a um computador.

No entanto, a decisão da empresa no envolvimento no setor financeiro gerou ansiedade entre as autoridades britânicas e americanas.

Em maio, o Comitê de Bancos, Habitação e Assuntos Urbanos do Senado dos Estados Unidos dirigiu-se ao CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em uma carta solicitando respostas sobre privacidade e regulamentação financeira das mídias sociais.

“É importante entender como as grandes plataformas sociais disponibilizam dados que podem ser usados com grandes implicações para a vida financeira dos consumidores […] Também é importante entender como as grandes plataformas sociais usam dados financeiros para traçar o perfil e atingir os consumidores”, diz a carta.

Como vai funcionar e quem opera?

Ao contrário das criptomoedas de hoje, como o bitcoin, a Libra será baseada em reservas financeiras, o que significa que não será tão volátil e instável. Além disso, o serviço será totalmente gratuito para os clientes e acessível através de qualquer aplicativo que acrescente suporte monetário ao seu código.

“[A reserva] é projetada para ser estável e dar valores à Libra que a tornam mais parecida a uma moeda tradicional do que qualquer uma das moedas digitais de hoje. Foi assim que o papel-moeda foi criado”, cita à CNBC David Marcus, chefe da divisão Calibra do Facebook.

É relatado que a criptomoeda será administrada por uma associação sem fins lucrativos apoiada por várias empresas e organizações. Será separada do Facebook, pelo que a rede social não poderá se beneficiar da utilização da moeda ou utilizar informações das carteiras digitais para publicidade direta na sua plataforma.

Por enquanto, a Libra Association tem 27 membros fundadores e está prevista para aumentar esse número para 100. Entre as empresas integrantes do consórcio estão empresas dos setores de pagamento, tecnologia, telecomunicações, blockchain e capital de risco, bem como instituições acadêmicas e organizações sem fins lucrativos.

“A ideia é que [a Libra] terá adoção em massa, muitas empresas de confiança que querem participar da jornada, então há a possibilidade de que ela se torne uma corrente dominante”, adicionou Marcus.

Rumores de que o gigante das redes sociais, proprietário do Instagram e do WhatsApp, planejava criar sua própria moeda digital, têm circulado desde 2018.

Link para a matéria original: https://br.sputniknews.com/economia/2019061814077875-facebook-acaba-de-anunciar-sua-nova-moeda-virtual-libra/

 
 
 

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit

Trump critica censura de criadores de conteúdo conservadores no Social Media Summit
O presidente Donald Trump reuniu-se com um grupo de criadores de conteúdo conservadores na Casa Branca para discutir ...
Leia Mais >
 

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento

XXV Foro de São Paulo começa dia 25 de julho, na Venezuela; veja o que deverá ser debatido no evento
Apoiada pelo regime cubano, a Venezuela vai sediar o XXV Encontro do Foro de São Paulo entre 25 ...
Leia Mais >
 

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde

México receberá 6 mil médicos cubanos, apesar dos cortes de AMLO no setor de saúde
O México assinou um acordo de cooperação com o regime cubano para levar médicos cubanos ao país como ...
Leia Mais >
 

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo

MPF entra com Ação para impedir que Facebook censure usuários sem motivo
Nesta quinta-feira (11), o Ministério Público Federal de Goiás entrou com Ação Civil Pública (ACP) com pedido de ...
Leia Mais >