EUA veta Ministro do Exército da Coreia do Norte por violações aos direitos humanos

Por Aldgra Fredly

Os Estados Unidos impuseram, em dezembro, 10 novas sanções à Coreia do Norte sob a administração do presidente Joe Biden, visando o ministro norte-coreano das Forças Armadas do Povo, Ri Yong Gil, e o Ministério Público Central, o qual possui ligações com violações aos direitos humanos.

Em um comunicado, o Departamento do Tesouro dos EUA afirmou que o Ministério Público da Coreia do Norte e o sistema judiciário utilizaram “julgamentos fundamentalmente injustos” para processar e punir pessoas por irregularidades políticas em processo legal.

Para alguns casos, os julgamentos terminariam com a condenação da pessoa a “campos notórios” administrados pelos ministérios na Coreia do Norte, um dos quais foi liderado por Ri durante seu mandato quando ele era ministro da Previdência Social.

Ri foi recentemente nomeado Ministro das Forças Armadas do Povo, uma entidade designada pela ONU e pelos EUA.

O Tesouro afirmou que os estrangeiros também foram vítimas do “sistema de justiça injusto” na Coreia do Norte, citando a morte do estudante universitário americano, Otto Warmbier, que faleceu em 2017, logo após ser libertado de seu cárcere de um ano em uma prisão norte-coreana.

Ele observou que a Coreia do Norte enviaria trabalhadores para o exterior para trabalhar e ganhar dinheiro em moeda estrangeira para apoiar suas armas ilegais de destruição em massa e programas de mísseis balísticos.

“As empresas estrangeiras envolvidas no emprego de mão-de-obra da RPDC [República Democrática Popular da Coreia] contribuem para o tratamento precário que os trabalhadores sofrem, o que pode incluir serem submetidos a vigilância constante, forçados a trabalhar longas horas e ter uma parte significativa de seus salários confiscada pelo regime”, afirmou.

O Tesouro acusou o Instituto Europeu Justo, uma universidade russa com sede em Moscou, de “patrocinar centenas de vistos de estudante para trabalhadores da construção da RPDC na Rússia” e colocou a instituição na lista negra sobre seu papel na exportação de trabalhadores da Coreia do Norte, incluindo seu reitor, Dmitriy Yuvereich Soin.

O Tesouro também designou a empresa estatal de animação SEK Studio por supostamente ter “utilizado uma variedade de empresas de fachada para fugir das sanções contra a RPDC e para enganar as instituições financeiras internacionais”.

Lu Hezheng, um funcionário sênior da SEK Studio que também possui ações no Shanghai Hongman Cartoon and Animation Design Studio, foi colocado na lista negra por sua função de facilitar transferências eletrônicas por meio de empresas de fachada que têm recebido “milhões de dólares” de clientes estrangeiros.

O Tesouro também colocou na lista negra as empresas chinesas Nings Cartoon Studio e Moxing Cartoon devido ao seu envolvimento direto ou indireto com a SEK Studio.

As sanções resultarão no congelamento de bens e ativos dos indivíduos nos Estados Unidos, impedindo-os efetivamente de conduzir negócios no país.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia

Rússia corta fornecimento de energia elétrica da Finlândia
O fornecedor russo de energia RAO A Nordic Oy cortou o fornecimento de eletricidade para a Finlândia no ...
Leia Mais >
 

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA

“RÚSSIA CONSIDERA ESSA UMA ‘GUERRA SANTA’ CONTRA O OCIDENTE”: EX-ASSESSOR DE PUTIN | ENTREVISTA
O que se passa na mente de Vladimir Putin? O Dr. Andrei Illarionov. Andrei foi assessor econômico de ...
Leia Mais >
 

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA

“FINLÂNDIA PRECISA SE CANDIDATAR À OTAN ‘SEM DEMORA’”: PRIMEIRA-MINISTRA
A primeira-ministra da Finlândia disse que o país precisa entrar na OTAN “sem demora”. A nação tem se ...
Leia Mais >
 

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA

ALLAN DOS SANTOS, DO TERÇA LIVRE, FALA SOBRE ÚLTIMO BANIMENTO E LIBERDADE DE IMPRENSA
Allan dos Santos, jornalista e fundador do canal Terça Livre, teve uma nova conta no youtube banida nesta ...
Leia Mais >