EUA: química é condenada a 14 anos de prisão por roubar segredos comerciais para a China

Por Rita Li 

Um juiz federal condenou uma química americana nascida na China a 14 anos de prisão por roubar segredos comerciais, se envolver em espionagem econômica e cometer fraudes.

You Xiaorong, também conhecida como Shannon You, de Lansing, Michigan, foi sentenciada pelo juiz do Tribunal Distrital dos EUA J. Ronnie Greer em Greeneville, Tennessee, em 9 de maio, de acordo com o Departamento de Justiça (DOJ).

Além da pena de prisão, o departamento disse que a ex-funcionária da Coca-Cola, de 60 anos, foi condenada a três anos de liberdade condicional e a pagar uma multa de US $200.000.

Em abril de 2021, You foi condenada por conspiração para cometer roubo de segredo comercial, conspiração para cometer espionagem econômica, posse de segredos comerciais roubados, espionagem econômica e fraude eletrônica, depois de tentar montar uma empresa chinesa que fabricaria produtos baseados em tecnologia roubada para o mercado mundial.

“A ré roubou segredos comerciais valiosos e pretendia usá-los para beneficiar não apenas uma empresa estrangeira, mas também o governo da China”, disse o procurador-geral assistente Matthew G. Olsen, da Divisão de Segurança Nacional do Departamento de Justiça.

“A sentença de hoje reflete a gravidade dessa ofensa, bem como o compromisso do Departamento de Justiça de proteger a segurança de nossa nação, investigando e processando aqueles que roubam propriedade intelectual de empresas americanas.”

Segundo documentos judiciais e provas apresentadas no julgamento, You trabalhou em duas empresas americanas – Coca-Cola em Atlanta, Geórgia, como engenheiro principal, e Eastman Chemical Company, em Kingsport, Tennessee, como gerente de desenvolvimento de aplicativos de embalagem. Durante esse tempo, ela teve acesso a valiosos segredos comerciais relacionados a formulações de revestimentos sem bisfenol-A (sem BPA) para o interior de latas de bebidas.

You roubou os segredos comerciais em uma tentativa de criar uma nova empresa de revestimento sem BPA na China, disse o DOJ.

Até recentemente, o BPA era usado para revestir o interior de latas de bebidas de policarbonato e outros recipientes para ajudar a minimizar a perda de sabor e evitar a corrosão e reações do recipiente com o que está dentro. No entanto, devido aos potenciais riscos à saúde do BPA, as empresas têm buscado e desenvolvido alternativas livres de BPA – um processo caro e demorado.

Garrafas de água sem BPA da marca CamelBak estão expostas em uma loja de materiais ao ar livre em Arcadia, Califórnia, em 16 de abril de 2008 (David McNew/Getty Images)
Garrafas de água sem BPA da marca CamelBak estão expostas em uma loja de materiais ao ar livre em Arcadia, Califórnia, em 16 de abril de 2008 (David McNew/Getty Images)

Os segredos comerciais roubados que pertenciam a grandes empresas químicas e de revestimento custaram quase US $120 milhões em desenvolvimento.

“Quando as empresas investem muito tempo e dinheiro para desenvolver tecnologias de classe mundial, apenas para serem roubadas, os resultados são devastadores”, disse o procurador-geral assistente Kenneth A. Polite Jr. da Divisão Criminal do Departamento de Justiça.

Bradley S. Benavides, diretor assistente interino da Divisão de Contrainteligência do FBI, acrescentou que isso não é apenas um crime contra a empresa.

“É um crime contra os trabalhadores americanos cujos empregos e meios de subsistência são afetados”, disse ele.

Plano de mil talentos

You e seu parceiro corporativo chinês, Weihai Jinhong Group, receberam milhões de dólares em subsídios do governo chinês para apoiar a nova empresa, incluindo um prêmio “Plano de mil talentos”, disseram os promotores.

O pedido de You e outras provas apresentadas no julgamento mostraram que ela pretendia beneficiar não apenas o Grupo Weihai Jinhong, mas também o regime comunista da China, as autoridades provinciais de Shandong e as autoridades municipais de Weihai.

De acordo com uma reportagem da mídia chinesa de 2018, ao ingressar no programa, ela seria recompensada com 3 milhões de yuans (US $443.000) no total pelas autoridades chinesas por trazer sua tecnologia roubada sem BPA para a China.

You se inscreveu no programa de recrutamento patrocinado pelo Estado chinês, conhecido como Programa Mil Talentos, em 2018.

Esse programa e outros planos chineses semelhantes que visam talentos estrangeiros atraíram intenso escrutínio de Washington sobre seu papel na facilitação da transferência de propriedade intelectual para a China e suas ameaças percebidas à segurança nacional.

Documentos chineses vazados e obtidos pelo Epoch Times em 2020 mostraram que uma dúzia de pesquisadores e especialistas que receberam indicações para o programa possuem doutorado em universidades ocidentais ou já trabalharam em empresas e instituições acadêmicas ocidentais. Os especialistas, dos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Dinamarca, Alemanha e Japão, se especializaram em indústrias de alta tecnologia, como inteligência artificial, biomédica, farmacêutica e bioquímica.

De 2008 a 2017, mais de 7.000 “profissionais de alto nível” – principalmente do exterior – participaram do Mil Talentos, incluindo seis ganhadores do Prêmio Nobel, segundo relatos.

Na semana passada, um cientista chinês de 52 anos com sede na Suíça foi condenado por seu papel em um esquema de US $10 bilhões para roubar medicamentos contra o câncer de seu empregador e caracterizá-los sob sua própria empresa biomédica, de acordo com o DOJ.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Putin está aberto à adesão da Finlândia e da Suécia à OTAN

Putin está aberto à adesão da Finlândia e da Suécia à OTAN
Enquanto a Suécia e a Finlândia avançam com seus planos de ingressar na OTAN, o presidente russo, Vladimir ...
Leia Mais >
 

DESTRUIÇÃO CULTURAL DO OCIDENTE: ENTREVISTA

DESTRUIÇÃO CULTURAL DO OCIDENTE: ENTREVISTA
Douglas Murray é o autor do livro “A Guerra Contra o Ocidente”. Ele descreve como, nas suas palavras, ...
Leia Mais >
 

MÉDICO SOBREVIVENTE DE GENOCÍDIO COMUNISTA NO CAMBOJA EXPÕE ATROCIDADES – PARTE 2

MÉDICO SOBREVIVENTE DE GENOCÍDIO COMUNISTA NO CAMBOJA EXPÕE ATROCIDADES – PARTE 2
Na terça-feira você conheceu a história de Nal Oum, um sobrevivente do genocídio comunista no Camboja. Em 1975, ...
Leia Mais >
 

“NÓS SOMOS TODOS COMUNISTAS”: EMPREGADO DO TWITTER; ELON MUSK RESPONDE A VÍDEO VAZADO

“NÓS SOMOS TODOS COMUNISTAS”: EMPREGADO DO TWITTER; ELON MUSK RESPONDE A VÍDEO VAZADO
Vazam mais vídeos de funcionários do twitter afirmando um viés esquerdista na plataforma. Um funcionário fala da Síndrome ...
Leia Mais >