EUA: Informações já estão sendo coletadas sobre profissionais médicos envolvidos na extração forçada de órgãos na China

Por Minghui.org

Um artigo do Minghui divulgado no início deste ano informou que o Departamento de Estado dos EUA iria reforçar a aprovação de visto e a entrada na fronteira de violadores de direitos humanos. O artigo listou várias leis aplicáveis dos EUA e uma proclamação presidencial que permite que quem persegue crenças religiosas terá negado visto ou entrada.

Na verdade, existe outra lei, conforme descrita na 8 USC 1182f, que se aplica diretamente aos perpetradores da China envolvidos em transplantes coercitivos de órgãos:

Título 8- ESTRANGEIROS E NACIONALIDADE
CAPÍTULO 12- IMIGRAÇÃO E BIBLIOGRÁFICO NACIONAL
PARTE II- IMIGRAÇÃO – Qualificações de admissão para estrangeiros; controle de viagem de cidadãos e estrangeiros

§1182f. Negação de entrada nos Estados Unidos de chineses e outras nacionalidades envolvidas em transplante coercitivo de órgãos ou tecidos
(a) Negação de entrada
Não obstante qualquer outra provisão de lei e exceção, conforme estabelecido na subseção (b), o Secretário deverá instruir os funcionários consulares a não emitir um visto para qualquer pessoa que o secretário considere, com base em informação credível e específica, ter estado diretamente envolvido com o transplante coercitivo de órgãos humanos ou tecidos corporais, a menos que o secretário tenha motivos substanciais para acreditar que o cidadão estrangeiro interrompeu seu envolvimento.
(b) Exceção
As proibições na subseção (a) não se aplicam a um solicitante que seja chefe de estado, chefe de governo ou ministro de nível de gabinete.

Além disso, uma pergunta foi acrescentada em junho de 2011 ao DS-160, “Solicitação de visto de não Imigrante”, “Você já esteve diretamente envolvido no transplante coercitivo de órgãos humanos ou tecidos corporais?”

O número total de órgãos transplantados na China excede em muito as fontes doadoras publicadas pelo Partido Comunista Chinês. Uma grande quantidade de evidências surgiram nos últimos anos, confirmando que essa discrepância se deve em grande parte à extração forçada de órgãos de praticantes vivos do Falun Gong na China.

Por meio desta, sugerimos que os praticantes do Falun Gong na China coletem informações sobre funcionários de hospitais, médicos e enfermeiros envolvidos na extração forçada de órgãos. Revisaremos as informações e enviaremos uma lista ao Departamento de Estado dos EUA para uma avaliação mais rigorosa do visto e a negação de entrada, se aplicável.

Os praticantes também podem informar esses profissionais médicos do “1182f” acima mencionado. A negação de entrada nos Estados Unidos de chineses e outros nacionais envolvidos em transplante coercitivo de órgãos ou tecidos corporais”. Uma vez que eles sabem que suas informações estão sendo coletadas, eles podem ter menos incentivo para participar da extração forçada de órgãos.

Também podemos incentivar os profissionais médicos na China a coletarem evidências em seus próprios hospitais em relação ao uso de órgãos de fontes desconhecidas. Eles podem enviar essas informações para os praticantes na China ou para o Minghui.org. Podemos, por sua vez, excluir seus nomes da lista para serem enviados ao Departamento de Estado dos EUA.

Além disso, de acordo com um funcionário do Departamento de Estado dos EUA, a aprovação do visto é um privilégio, não um direito. Embora os tribunais dos EUA sigam uma presunção de inocência, ou seja, ser considerado inocente, a menos que seja provado ser culpado, a aprovação do visto não funciona dessa maneira. Com uma dúvida razoável, um oficial de visto pode negar um visto na ausência de provas suficientes. Os profissionais médicos na China podem ter um visto negado para os EUA se houver dúvida razoável de que eles estiveram envolvidos na extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong.

As informações necessárias incluem nome, sexo, idade (data de nascimento, mês e ano, se possível, para ajudar na identificação precisa), local de trabalho, cargo (gerente do hospital, médico, enfermeiro, etc.) e outras informações relacionadas.

 
 
 

Site da Universidade de Havana é invadido com mensagens contra Castro e Díaz-Canel

Site da Universidade de Havana é invadido com mensagens contra Castro e Díaz-Canel
O grupo Anonymous Cuba Oficial invadiu neste domingo o site da Faculdade de Física da Universidade de Havana ...
Leia Mais >
 

Mais de 300 detidos no estado de São Paulo durante o carnaval de sábado

Mais de 300 detidos no estado de São Paulo durante o carnaval de sábado
A Polícia do Estado de São Paulo prendeu 333 pessoas, incluindo duas venezuelanas, durante as festividades de carnaval ...
Leia Mais >
 

Guaidó pressionará por mais sanções contra regime de Maduro

Guaidó pressionará por mais sanções contra regime de Maduro
Depois de retornar à Venezuela após uma turnê internacional de três semanas, Juan Guaidó diz que tomou um ...
Leia Mais >
 

Alemanha: assassino em massa tinha motivo racista, segundo autoridades

Alemanha: assassino em massa tinha motivo racista, segundo autoridades
As autoridades alemãs acreditam que o homem armado que cometeu dois disparos na cidade de Hanau, na Alemanha ...
Leia Mais >