EUA estão ‘profundamente preocupados’ com repressão ao Falun Gong na Rússia, afirma Departamento de Estado

Por Eva Fu

Os Estados Unidos estão “profundamente preocupados” com a recente decisão de um tribunal russo de suprimir um ramo regional do grupo religioso Falun Gong chamando-o de “extremista”, disse o departamento de estado em 9 de julho.

A decisão do tribunal criminalizou a “prática pacífica das crenças espirituais [do grupo]”, acrescentou o departamento.

“As autoridades russas perseguem, multam e prendem os praticantes do Falun Gong por atos tão simples como meditar e possuir textos espirituais”, disse o porta-voz do departamento, Ned Price, em um comunicado , um dia depois que um tribunal russo manteve a proibição em Khakassia.

“Instamos o governo russo a encerrar sua prática de abusar da designação de ‘extremista’ como forma de restringir os direitos humanos e as liberdades fundamentais”, disse ele, acrescentando que a decisão do tribunal foi “outro exemplo que as autoridades russas rotulam os grupos pacíficos como ‘ extremistas, ‘terroristas’ ou ‘indesejáveis’ apenas para estigmatizar seus apoiadores, justificar abusos contra eles e restringir suas atividades cívicas e religiosas pacíficas”.

Price observou que no mês passado um tribunal de Moscou classificou três grupos ligados ao líder da oposição Alexey Navalny como “extremistas”, o que ele disse demonstrar “o uso arbitrário e extensivo desse rótulo pela Rússia”.

Na China, a disciplina de meditação Falun Gong tem enfrentado repressão contínua nas mãos do Partido Comunista Chinês desde 1999. Os praticantes enfrentam prisão, trabalho escravo, tortura psiquiátrica e até mesmo extração forçada de órgãos por persistirem.

Os praticantes do Falun Gong realizam uma manifestação para comemorar o 21º aniversário da perseguição ao Falun Gong, em Vancouver, Canadá, em 19 de julho de 2020 (Da Yu / The Epoch Times)

Ao longo dos anos, mais de uma dúzia de praticantes do Falun Gong foram forçados a deixar a Rússia, apesar de alguns deles terem recebido o status de refugiado pelas Nações Unidas. Em 2007, oficiais de imigração russos embarcaram à força os praticantes do Falun Gong Ma Hui e sua filha de oito anos, ambas designadas como refugiadas, em um avião para deportá-las de volta para a China. O paradeiro de ambos é desconhecido.

Em um relatório intitulado “Inventando Extremistas” em 2018, a Comissão dos Estados Unidos para a Liberdade Religiosa Internacional observou como a “definição vaga e problemática de ‘extremismo'” deu às autoridades russas amplos poderes para processar os crentes religiosos.

Entre 2011 e 2017, houve pelo menos três casos de acusação relacionados à distribuição ou posse de materiais relacionados ao Falun Gong.

Em 2013, os promotores emitiram um alerta a Vladimir Sheremetyev, um oficial local do Partido Rússia Unida, o maior partido político do país, depois que ele usou o “Zhuan Falun”, o livro do Falun Gong, em aulas em grupo. O livro foi proibido no país em 2011.

Em uma resolução de 2012, o Parlamento Europeu condenou  a “proibição indevida” da Rússia de literatura sobre esta prática.

Siga Eva no Twitter: @EvaSailEast

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

 

 
 
 

ONU adverte que IA pode representar uma ameaça ‘negativa e até mesmo catastrófica’ aos direitos humanos

ONU adverte que IA pode representar uma ameaça ‘negativa e até mesmo catastrófica’ aos direitos humanos
A Organização das Nações Unidas advertiu que os sistemas de inteligência artificial (IA) podem representar uma ameaça "negativa, ...
Leia Mais >
 

Navios de guerra chineses entram em zona americana

Navios de guerra chineses entram em zona americana
Navios de guerra chineses entraram na zona econômica exclusiva americana. A mídia estatal chinesa disse ser uma medida ...
Leia Mais >
 

EUA, Austrália e Reino Unido firmam pacto histórico de defesa contra a China

EUA, Austrália e Reino Unido firmam pacto histórico de defesa contra a China
Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram nesta quarta-feira um pacto de defesa histórico, que inclui o apoio ...
Leia Mais >
 

Investidores de empresa chinesa exigem seu dinheiro de volta

Investidores de empresa chinesa exigem seu dinheiro de volta
Um novo surto do vírus do PCC atinge a China. Um homem testa positivo após 3 semanas em ...
Leia Mais >