EUA dá garantias de segurança caso Suécia solicite entrada à OTAN

Por Lorenz Duchamps

O governo dos EUA reafirmou na quarta-feira à Suécia o seu compromisso com a “política de portas abertas” da OTAN e que vai apoiar o país no período de possível aplicação. 

A Ministra das Relações Exteriores da Suécia, Ann Linde, reuniu-se com o Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Washington, em 4 de maio, e discutiu o compromisso da OTAN em receber novos membros e garantir a segurança europeia, entre outras questões.

“Blinken destacou a importância da relação transatlântica para a segurança europeia e reafirmou nosso compromisso com a política de Portas Abertas da OTAN”, disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, em um comunicado à imprensa.

Price disse que Blinken também agradeceu à Suécia por sua “ampla assistência humanitária e de segurança” à Ucrânia e discutiu possíveis maneiras de fornecer mais apoio ao país em conflito. Eles discutiram ainda a cooperação bilateral em questões internacionais que incluem o fortalecimento da segurança alimentar, o avanço da democracia e o apoio à trégua em andamento no Iêmen.

O comunicado se recusou a dizer quais garantias Linde recebeu de Blinken. A medida ocorre no mesmo dia em que o secretário de Defesa britânico, Ben Wallace, disse que o Reino Unido sempre ajudaria a Finlândia se fosse atacada pela Rússia, independentemente do país ser ou não membro da OTAN.

O secretário de Defesa Ben Wallace caminha pela Downing Street enquanto se dirige para a reunião semanal do Gabinete no Ministério das Relações Exteriores em Londres, Inglaterra, em 10 de novembro de 2020 (Leon Neal/Getty Images)
O secretário de Defesa Ben Wallace caminha pela Downing Street enquanto se dirige para a reunião semanal do Gabinete no Ministério das Relações Exteriores em Londres, Inglaterra, em 10 de novembro de 2020 (Leon Neal/Getty Images)

“Naturalmente, não vou entrar em qualquer detalhe, mas tenho certeza de que agora temos uma garantia americana”, disse Linde à TV sueca de Washington após se encontrar com Blinken, segundo informações da Reuters. “No entanto, não são garantias de segurança concretas, essas você só pode obter se for um membro pleno da OTAN”, acrescentou.

A Finlândia e a Suécia são parceiros da aliança militar da OTAN, mas não membros plenos. Após o ataque da Rússia à Ucrânia, ambos os países revisaram crenças de longa data de que a neutralidade militar é o melhor meio de garantir a segurança nacional. Espera-se que eles tomem uma decisão sobre se devem solicitar a adesão à OTAN este mês.

Ambos os países estão preocupados com a vulnerabilidade durante um processo de inscrição, que pode levar até um ano para ser aprovado por todos os membros da OTAN.

Linde disse que as garantias significariam que os Estados Unidos não permitiriam que a Rússia usasse qualquer tipo direto de atividade negativa contra a Suécia. Tais ações desencadeariam uma resposta de sua contraparte americana.

Uma vez que um país seja membro de pleno direito da OTAN, ele se beneficiará de sua cláusula de defesa coletiva, que obriga todos os 30 países membros a ajudar qualquer aliado que seja atacado.

A Rússia, por sua vez, já havia alertado a Suécia e a Finlândia contra a adesão à OTAN, com autoridades dizendo que isso não contribuiria para a estabilidade na Europa. Moscou disse que responderia a tal medida com medidas de retaliação que causariam “consequências militares e políticas” para Helsinque e Estocolmo.

O ministro da Defesa da Suécia disse no mês passado que uma aplicação poderia desencadear uma série de respostas da Rússia, incluindo ataques cibernéticos e medidas híbridas – como campanhas de propaganda – para minar a segurança da Suécia.

Além disso, Moscou também alertou que poderia usar armas nucleares no enclave europeu de Kaliningrado se a Suécia e a Finlândia se tornarem membros da OTAN.

Da NTD News

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha
Um ex-membro de uma gangue criminosa japonesa disse que testemunhou o comércio de órgãos na China, tendo visto ...
Leia Mais >
 

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’
O ex-presidente Donald Trump disse que sua casa em Mar-a-Lago na Flórida está "sob cerco" e "ocupada por ...
Leia Mais >
 

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN
O ex-presidente dos EUA Donald Trump discursou esse final de semana na CPAC do Texas. A sede americana ...
Leia Mais >
 

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta segunda-feira estar "preocupado" com o uso de armas pela ...
Leia Mais >