Especialistas ensinam como aumentar chances de sobrevivência contra atirador ativo (Vídeo)

Por Ilene Eng, Epoch Times

Depois de três tiroteios em massa no intervalo de uma semana, especialistas deram um passo à frente e decidiram dar ao público alguns conselhos sobre como sobreviver à situação de estar diante de um atirador ativo.

Brad Engmann é considerado um dos melhores atiradores práticos e competitivos da costa oeste americana. Ele também é co-proprietário da Threat Scenarios, uma empresa que treina pessoas para desenvolver habilidades de defesa, recreação e competição.

“Diante de uma situação de perigo, a primeira reação de muitas pessoas é congelar e tentar descobrir o que está acontecendo. Nós não queremos encorajar isso. Queremos incentivar as pessoas a gastar alguns minutos para bolar um plano e conversar sobre isso com a família com antecedência, para que possam melhorar seu tempo de reação”, disse Engmann.

Brad Engmann finge ser um atirador à procura de alvos em um escritório em Walnut Creek, Califórnia, em 6 de agosto de 2019 (Ilene Eng / NTD)
Brad Engmann finge ser um atirador à procura de alvos em um escritório em Walnut Creek, Califórnia, em 6 de agosto de 2019 (Ilene Eng / NTD)
Kevin Holman demonstra como atacar o atirador e assumir o controle da arma em Walnut Creek, Califórnia, em 6 de agosto de 2019 (Ilene Eng / NTD)
Kevin Holman demonstra como atacar o atirador e assumir o controle da arma em Walnut Creek, Califórnia, em 6 de agosto de 2019 (Ilene Eng / NTD)

Ele apontou que as pessoas devem ter uma consciência básica da situação que inclui a autodefesa. As pessoas também devem saber onde estão as saídas e seus familiares.

Aqui estão algumas dicas sobre o que fazer ao enfrentar um atirador.

Questão crucial em uma situação de atirador ativo é controlar a distância.

Em um cenário como o espaço de um escritório, as pessoas devem se esconder em locais conhecidos como pontos de estrangulamento, como por exemplo atrás das portas, e tentar se aproximar do atirador antes de tomar o controle da arma.

Quando as pessoas estão bem ao lado do atirador, elas podem tentar ganhar o controle da arma agarrando-a, chutando e acertando o atirador na cabeça até que ele afrouxe a mão.

“Se houver outras pessoas por perto, é aqui que elas devem dizer: ‘Ajude-me, ajude-me, pegue, pegue, me ajude!’ Então eles podem ajudar”, disse Kevin Holman, instrutor da Threat Scenarios.

Táticas similares podem ser aplicadas com armas menores.

“Deve-se agarrar o pulso do atirador e em seguida agarrar a parte de baixo da arma. Deve-se virar o cano da arma na direção do atirador. Eu faço o movimento de uma alavanca. Quando ele afrouxa a mão, eu tomo a arma dele”, disse Holman.

Engmann disse que ninguém é capaz de determinar com precisão o que motiva os atiradores ativos, já que cada situação é diferente. Mas recomenda que o público esteja ciente dos possíveis sinais e que faça um alerta sobre a pessoa a um psicólogo, um superior ou um oficial da lei.

 
 
 

Tortura sexual nas prisões chinesas: ‘sem limites para a perversão’

Tortura sexual nas prisões chinesas: ‘sem limites para a perversão’
Apesar de a tortura ser oficialmente proibida na China, ela é amplamente e sistematicamente usada em todo o ...
Leia Mais >
 

Departamento de Estado americano pede que cidadãos reconsiderem viajar à China em meio a surto de vírus

Departamento de Estado americano pede que cidadãos reconsiderem viajar à China em meio a surto de vírus
O Departamento de Estado dos Estados Unidos pediu aos cidadãos americanos que considerem não viajar para a China ...
Leia Mais >
 

Irã assegura que sua reserva de urânio excede 1.200 quilos

Irã assegura que sua reserva de urânio excede 1.200 quilos
A reserva de urânio do Irã excedeu mil e duzentos quilos e tem a capacidade de enriquecer urânio ...
Leia Mais >
 

Jeanine Áñez confirma candidatura à presidência da Bolívia

Jeanine Áñez confirma candidatura à presidência da Bolívia
A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, divulgou sua candidatura à presidência na sexta-feira à noite.
Leia Mais >