Eleição pelo Vaticano do bispo de Hong Kong marca um curso independente de Pequim

Por Bree Dail

VATICANO – Após dois anos de consultas, a Santa Sé anunciou no dia 17 de maio que o Papa Francisco escolheu o jesuíta Stephen Chow Sau-yan como próximo bispo de Hong Kong , contornando a pessoa que se dizia ser o escolhido por Pequim para a posição.

Chow, 62, originário de Hong Kong, foi Provincial (ou chefe) da Ordem dos Jesuítas na China, além de ter sido professor em várias universidades e instituições de ensino. Chow possui vários diplomas universitários, incluindo um Ph.D. em Desenvolvimento Humano e Psicologia pela Universidade de Harvard.

Falando ao Epoch Times quando a nomeação foi anunciada, o Cardeal Joseph Zen, ex-bispo de Hong Kong, afirmou: “Eu não conheço [o bispo eleito, Padre Chow] muito bem, mas pelo menos o Vaticano não elegeu o consagrado por Pequim, Padre Peter Choy Wai-man. Só por isso, já é uma coisa boa. ”

Em uma entrevista exclusiva em duas partes com o National Catholic Register , durante sua estada em Roma no ano passado, o cardeal Zen expressou preocupação com as maquinações do PCC para influenciar o próximo bispo de Hong Kong.

“Ter ‘a bênção de Pequim’ significa, hoje, com a lei de segurança nacional, apoiar o seu objetivo, que é silenciar qualquer voz que reivindique liberdade e democracia”, declarou o Cardeal Emérito de Hong Kong.

O cardeal Joseph Zen, ex-bispo de Hong Kong, fala durante uma coletiva de imprensa na House of Salesian Studies de Hong Kong em 26 de setembro de 2018. (Anthony Wallace / AFP via Getty Images)

Os fiéis leigos na China expressaram sentimentos semelhantes, alguns dos quais usaram as redes sociais para expressar seu apoio e advertências.

Um leigo que escreve sob o nome de “Peter” e que, segundo fontes, trabalha na diocese de Hong Kong, escreveu “Fico feliz em saber que o Padre Stephen Chow Sau-yan, Provincial da Província Chinesa da Sociedade de Jesus, foi nomeado pelo Papa Francisco como o nono bispo da diocese de Hong Kong. O Padre Chow tem talento e integridade, diligência e amplo conhecimento espiritual, o que acredito pode trazer uma nova visão para a Diocese! ”

No entanto, Pedro fez uma advertência ao novo bispo. “O padre Choy foi chamado de ‘filho da dinastia e cortesão’. Já quando o cardeal John Tong Hon era bispo de Hong Kong, o padre Choy sabia que tinha boas chances de sucedê-lo. Ele desesperadamente colocou seus companheiros para servir em diferentes instituições na diocese. O exemplo mais óbvio é o indivíduo que ele nomeou redator-chefe do Kong Kao Po Weekly (jornal diocesano) no ano passado.

Pedro continuou: “Isso é como o velho cortesão da antiguidade, que, embora tenha abdicado, continua a fazer o melhor para colocar seu confidente ao lado do imperador, querendo desesperadamente influenciar as políticas do imperador e até mesmo dominar e controla-lo. ”

Peter concluiu: “Espero que os conselhos diocesanos entrem em contato com o novo bispo o mais rápido possível para corrigir as nomeações inadequadas do Padre Choy. Qualquer nomeação de pessoal que não tenha sido aprovada e confirmada pelo novo bispo deve ser considerada inválida.

O Epoch Times contatou o padre Peter Choy para comentar e recebeu uma resposta do diretor de comunicação social da diocese, afirmando que “o reverendo Choy não está preparado para responder a alegações infundadas”.

Em uma entrevista coletiva em 18 de maio, Chow falou sobre o que parecem ser sérias fraturas e “desunião” dentro de sua diocese. Quando questionado sobre o que ele faria para alcançar uma nova “unidade”,

Chow disse que não tinha “nenhum grande plano”, embora afirmasse acreditar que Deus deseja unidade no que se tornou uma igreja cada vez mais polarizada. “Unidade não é o mesmo que uniformidade”, continuou Chow. “Uma coisa que sempre mencionei ultimamente nas escolas é que unidade é pluralidade. Temos que respeitar a pluralidade ”.

Em uma entrevista para o South China Morning Post em 12 de setembro de 2020, Chow reiterou seu desejo de participar diplomaticamente, enquanto promove “diálogo e debate” nas instituições escolares sobre a recentemente promulgada “Lei de Segurança Nacional”. Lei de Hong Kong, uma jogada aparentemente descontente com os defensores da lei de Pequim no Departamento de Educação de Hong Kong.

“Debater a questão (da Lei de Segurança Nacional) não significa que apoiamos a ideia da independência de Hong Kong. Mas os alunos podem entender qual é a ideia, quais são os prós e os contras, e as discussões só podem ocorrer depois que eles entendem ”, afirmou Chow.

“Quando eles tiverem um entendimento maior, provavelmente saberão que, na realidade mais ampla, não há como a noção [da independência de Hong Kong] avançar. E vamos parar por aí (…) [É importante] que não promovamos a ideia ”.

Pessoas seguram velas enquanto caminham perto do Victoria Park depois que a polícia fechou o local onde os habitantes de Hong Kong tradicionalmente se reúnem a cada ano para lamentar as vítimas da repressão da Praça da Paz Celestial em 1989 no distrito de Causeway Bay de Hong Kong. Kong em 4 de junho de 2021 (Anthony Kwan / Getty Images)

Além disso, Chow declarou em sua coletiva de imprensa em 18 de maio que, embora pretendesse orar pelas vítimas do massacre chinês da Praça Tiananmen em 4 de junho, ele garantiria o cumprimento de todas as leis na cidade de Hong Kong.

Relatos do evento – que a polícia de Hong Kong cancelou, aparentemente devido às restrições do COVID-19 e citando a Lei de Segurança Nacional – dizem que centenas de pessoas compareceram a missas programadas em toda a cidade, incluindo uma missa celebrada pelo Cardeal Joseph Zen.

“Nós nos recusamos a ser pessimistas”, disse o cardeal Zen durante sua homilia. “Não ficaremos desapontados. Em memória dos falecidos – assassinados há 32 anos, a nossa oração é também para que o Senhor conduza os governantes a trilhar o caminho da justiça e da paz ”.

Quando questionado se ele tinha uma mensagem para o Bispo eleito Chow, o Cardeal Joseph Zen respondeu: “Prometo orar por seu serviço à Igreja de Hong Kong”.

Chow não respondeu às mensagens solicitando um comentário.

Entre para nosso canal do Telegram.

Veja também:

 

 
 
 

Legisladores internacionais pedem que ONU investigue genocídio uigur

Legisladores internacionais pedem que ONU investigue genocídio uigur
Um grupo de legisladores internacionais pediu às Nações Unidas que investiguem o  genocídio contra os uigures e outras ...
Leia Mais >
 

Avião iraniano sancionado pelos EUA por transportar armas para grupos terroristas aterrissa na Venezuela

Avião iraniano sancionado pelos EUA por transportar armas para grupos terroristas aterrissa na Venezuela
Um cargueiro vinculado ao Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã ( IRGC ), pertencente a uma empresa ...
Leia Mais >
 

Caçador de espiões da China deserta para os EUA?

Caçador de espiões da China deserta para os EUA?
Por NTD Notícias Há relatos de que um dos maiores espiões da China desertou para os EUA. Boatos ...
Leia Mais >
 

Novo estudo associa a ivermectina a ‘grande redução’ nas mortes por COVID-19

Novo estudo associa a ivermectina a ‘grande redução’ nas mortes por COVID-19
Uma recente revisão baseada em estudos revisados ​​por pares descobriu que o uso do medicamento antiparasitário ivermectina pode ...
Leia Mais >