Defensores da Terra Plana planejam uma viagem à Antártida para provar sua teoria

Por Jack Phillips, Epoch Times

Defensores proeminentes da ideia da Terra plana mostraram interesse em ir à Antártica para provar sua teoria, de acordo com a revista Forbes.

A mídia informou que os defensores da ideia estão “agora” planejando “uma expedição à Antártida, à borda do mundo”. Ele não forneceu detalhes sobre quando ou como a viagem seria realizada.

Um deles, Jay Decasby, disse à revista a importância da Antártida.

“Tudo o que temos que fazer para encerrar este debate de uma vez por todas é conseguir a extensão da costa antártica”, disse ele.

Península Antártica (Wikimedia Commons)
Península Antártica (Wikimedia Commons)

O site LiveScience também informou esta semana que a viagem para a borda do mundo acontecerá em 2020. “O objetivo? Provar a alegação dos chamados “Terraplanistas” que a Terra é um disco achatado cercado em sua borda por uma imponente parede de gelo”, diz o relatório.

No entanto, os detalhes sobre o evento não são claros. O cruzeiro foi considerado a “maior e mais ousada aventura até hoje”.

Forbes 发布于 2019年3月18日周一

“Os primeiros navegantes fizeram isso (antes que a ONU fosse criada e estabelecesse seu Tratado Antártico, que essencialmente tornou ilegal a exploração independente e privada da Antártica), eles conseguiram percorrer mais de 97 mil quilômetros, o que prova irrefutavelmente o modelo da terreno plano, mas como todas as outras montanhas de evidências da teoria, isso não é suficiente para os especialistas de hoje em dia”, acrescentou Decasby à Forbes.

Decasby disse que se ele e outros presumíveis terraplanistas puderem alcançar “a costa da Antártida e navegar por ela, nós obteremos o comprimento que provará que são as bordas externas da Terra plana e refutará completamente cada um dos argumentos que qualquer um possa tentar apresentar em favor do culto ao heliocentrismo que adora o sol”.

E acrescentou: “Eles criaram leis para não permitir que qualquer tipo de equipamento motorizado sobre o gelo nos ajude a provar não apenas que a Terra é plana mas também o que está além da parede de gelo, mas na realidade, nem precisamos entrar no gelo para provar que a Terra é plana. O perímetro da costa antártica na terra esférica não ultrapassa os 24 mil quilômetros. Em uma terra plana, seria cerca de 97 mil quilômetros… temos evidências de mais de 97 mil e nenhuma das 24 mil”.

Alguns defensores da teoria da Terra plana acreditam que há uma “parede de gelo” de 45 metros de altura que circunda a Terra, que é visualizada como um disco. Essa parede de gelo é a Antártida, dizem eles.

Planeta Terra visto do espaço (NASA)
Planeta Terra visto do espaço (NASA)

“Isso provavelmente começou durante a Guerra Fria”, declarou a Sociedade da Terra Plana, conforme informou o jornal The Guardian. “A União Soviética e os Estados Unidos estavam obcecados em vencer um ao outro no espaço a ponto de que cada um fingiu suas conquistas em uma tentativa de acompanhar as supostas conquistas do outro.”

A Forbes informou que o proeminente proponente da Terra Plana, Robbie Davidson, quer organizar um grande cruzeiro em 2020 para os terraplanistas.

“Quando olhamos para a Antártida, se pegamos um globo terrestre e o esmagamos, a Antártica circula a Terra. É como uma borda de gelo e é muito, muito grande. Nós não acreditamos que algo possa cair da borda, porque uma grande parte da comunidade da Terra plana acredita que estamos em uma cúpula, como uma esfera de neve. Então o sol, a lua e as estrelas estão dentro. É muito alto, mas tudo está contido lá dentro. Então não há como cair no espaço”, disse ele no relatório.

Fala um capitão

Um problema com a teoria é que navios e outras embarcações usam sistemas de navegação que dependem da Terra ser redonda.

Iceberg na costa da Antártida (Shutterstock)
Iceberg na costa da Antártida (Shutterstock)

“Os navios conseguem navegar com base no princípio de que a Terra é redonda”, disse Henk Keijer, ex-capitão que viajou por 23 anos, informou o jornal The Guardian. “As cartas náuticas são projetadas com isso em mente: que a Terra é redonda.”

Ele acrescentou que o GPS é uma prova disso, já que é baseado em 24 satélites em órbita da Terra.

“A razão pela qual 24 satélites foram usados é por causa da curvatura da Terra”, disse Keijer. “É necessário um mínimo de três satélites para determinar uma posição. Mas alguém do outro lado da Terra também gostaria de saber sua posição, então eles também precisam de um certo número de satélites”.

Ele continuou: “Se a Terra fosse plana, um total de três satélites seria suficiente para fornecer essa informação a todos os seus habitantes. Mas não é suficiente, porque a Terra é redonda”.

 
 
 

Grupo bipartidário pede ‘revisão abrangente’ do financiamento dos EUA para pesquisa de vírus na China

Grupo bipartidário pede ‘revisão abrangente’ do financiamento dos EUA para pesquisa de vírus na China
Um grupo bipartidário de senadores está convocando o presidente Joe Biden para garantir que os Estados Unidos concluam ...
Leia Mais >
 

Autoridades chinesas destroem barragem

Autoridades chinesas destroem barragem
Por NTD Notícias Chineses, passaram dias e noites fortificando as margens de rios para evitar inundações, apenas para ...
Leia Mais >
 

Movimento fundado por Oswaldo Payá propõe medidas para isolar o regime comunista de Cuba

Movimento fundado por Oswaldo Payá propõe medidas para isolar o regime comunista de Cuba
O Movimento Cristão de Libertação (MCL) fundado pelo falecido Oswaldo Payá na terça-feira propôs medidas para isolar o ...
Leia Mais >
 

Embaixadas chinesas publicaram notas criticando os Jogos Olímpicos no Japão, mas por um motivo incomum que gerou furor entre internautas.

Embaixadas chinesas publicaram notas criticando os Jogos Olímpicos no Japão, mas por um motivo incomum que gerou furor entre internautas.
Por NTD Notícias Evidências apontam que a catástrofe das enchentes na China vem das autoridades do Partido Comunista. ...
Leia Mais >