Da China para o México: produção de fentanil chega aos EUA

Por Alicia Marquez 

Os Estados Unidos alertaram para o rápido crescimento na transferência da produção de fentanil da China para o México, chamando-a de “extremamente preocupante”.

Tanto o México quanto os Estados Unidos têm a responsabilidade compartilhada de desmantelar a ameaça representada pelas drogas na região, de acordo com o recente relatório da “Estratégia Internacional de Controle de Narcóticos” de 2022 do Departamento de Estado, divulgado na quarta-feira.

“A rápida mudança na produção de fentanil da China para o México reflete uma tendência extremamente preocupante: a capacidade das organizações criminosas tradicionais de se adaptar às mudanças nas condições e ao verdadeiro alcance global do tráfico de drogas”, declara o documento.

De acordo com o departamento, os grupos criminosos mexicanos têm uma “presença global significativa” e a maior parte da heroína, metanfetamina e fentanil consumidos nos Estados Unidos é originária do México.

“O México também é um importante país de trânsito para a cocaína da América do Sul e um destino para precursores de fentanil principalmente da República Popular da China”, acrescentou.

As apreensões de fentanil no México dispararam 525% em um período de apenas três anos – de 2019 a 2021, em comparação com o período anterior de 2016 a 2018.

O fentanil é responsável pelo aumento das mortes por overdose de drogas na América. Só entre abril de 2020 e 2021 ultrapassaram pela primeira vez as cem mil mortes, segundo dados oficiais do CDC.

A Comissão de Combate ao Tráfico de Opióides Sintéticos observou que o fentanil não é apenas uma ameaça à vida e ao bem-estar econômico dos americanos, mas também à segurança nacional.

Os especialistas também apontaram que o Partido Comunista Chinês (PCCh) usa o tráfico de drogas – especialmente o fentanil – para se infiltrar nos Estados Unidos.

Casey Fleming, CEO da BlackOps Partners, disse que os Estados Unidos estão em uma guerra híbrida com o regime chinês, onde o PCCh visa enfraquecer o oponente ou seu alvo o máximo possível.

“A capital mundial do fentanil é Wuhan, na China”, relatou Fleming, acrescentando que o PCCh envia os produtos químicos precursores para fazer pílulas de metanfetamina e pílulas de fentanil para os cartéis de drogas mexicanos.

Colin Dickey, agente especial assistente da Divisão de St. Louis da DEA, disse que em seus 18 anos na agência ele nunca experimentou uma ameaça tão séria à segurança pública e ao uso de drogas como na atual epidemia de fentanil.

Com a colaboração de Ella Kietlinska e NTD.

Siga Alicia Marquez no Twitter: @AliceMqzM

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha
Um ex-membro de uma gangue criminosa japonesa disse que testemunhou o comércio de órgãos na China, tendo visto ...
Leia Mais >
 

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’

Trump: FBI invadiu sua casa na Flórida, propriedade está ‘sob cerco’
O ex-presidente Donald Trump disse que sua casa em Mar-a-Lago na Flórida está "sob cerco" e "ocupada por ...
Leia Mais >
 

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN

DONALD TRUMP SOBRE TENSÕES ENTRE CHINA E RÚSSIA; SEN. DOS EUA SE OPÕE A NOVOS MEMBROS DA OTAN
O ex-presidente dos EUA Donald Trump discursou esse final de semana na CPAC do Texas. A sede americana ...
Leia Mais >
 

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além

Biden se diz “preocupado” com manobras da China, mas não crê em passo além
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta segunda-feira estar "preocupado" com o uso de armas pela ...
Leia Mais >