Coreia do Norte planeja lançar foguete nos próximos dias

Veículo militar carrega uma possível classe de míssil balístico durante o desfile de comemoração de nascimento do 100º fundador do país, Kim Il-Sung, em Pyongyang, Coreia do Norte (Pedro Ugarte/AFP/Getty Images)

A Coreia do Norte tentará lançar novamente um foguete ao espaço entre os dias 10 e 22 de dezembro, meses depois da fracassada tentativa de lançamento de outro foguete projetado pelo país.

A mídia estatal norte-coreana, no sábado, descreveu a ação como um “pacífico lançamento de satélite científico e tecnológico.” O foguete Unha-3 – mesmo modelo que foi testado em abril – será lançado a partir do Centro Espacial Sohae, no norte da província de Phyongan.

No passado, a Coreia do Norte foi acusada de testar mísseis de longo alcance, mascarados como lançamentos de satélites. Os Estados Unidos, a Coreia do Sul e o Conselho das Nações Unidas já alertaram o isolado país comunista contra tal movimento.

O lançamento do foguete em abril foi um fracasso, onde o equipamento desmontou-se segundos após sua decolagem. O fato forçou o Japão e a Coreia do Sul a ficarem em alerta máximo. Analistas e especialistas disseram que os foguetes poderiam ser usados para carregar uma ogiva nuclear.

A Coreia do Norte disse que seus cientistas e técnicos “analisaram os erros do lançamento de abril e aprofundaram-se no trabalho para melhorar a confiabilidade e precisão do satélite e do foguete propulsor.” O trajeto do lançamento também foi escolhido “para que as partes do foguete que se soltam durante o processo de lançamento não afetem os países vizinhos”, disse a mídia estatal norte-coreana.

Durante o último lançamento, as tensões entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos foram especialmente elevadas. No final de fevereiro, os Estados Unidos disseram à Pyongyang que forneceriam mais ajuda alimentar caso fossem suspensos os testes com foguete nuclear e míssil de longo alcance, como o de abril. Entretanto a decisão final da Coreia do Norte foi realizar o teste. O país asiático disse que os Estados Unidos enfrentariam “consequências” caso não entregassem a ajuda alimentar.

“O recente plano para o lançamento do foguete na Coreia do Norte parece ter motivações políticas internas”, relatou uma fonte não identificada do governo sul-coreano à agência de notícias da Coreia do Sul, Yonhap. “A tentativa apressada de lançar o míssil no meio do inverno parece ser causada por fatores internos ao invés de fatores externos ao país”, disse a fonte. Ela acrescentou que “ao disparar o foguete, o Norte tem como objetivo promover as conquistas de seu líder e fortalecer a solidariedade entre seu povo”.

A Coreia do Norte também tem consultado especialistas estrangeiros secretamente para afinar o seu próximo teste com o foguete, disse um oficial militar sul-coreano à Yonhap. “Um especialista não identificado recentemente visitou Pyongyang”, acrescentou a fonte.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
 
 

COVID-19, uma pandemia do medo ‘fabricada’ pelas autoridades, afirma epidemiologista de Yale

COVID-19, uma pandemia do medo ‘fabricada’ pelas autoridades, afirma epidemiologista de Yale
A pandemia da COVID-19 tem sido uma pandemia do medo, fabricada por indivíduos em cargos nominais de autoridade ...
Leia Mais >
 

RISCO: 52% dos americanos vê China como principal ameaça

RISCO: 52% dos americanos vê China como principal ameaça
Os americanos parecem estar, drasticamente, mudando de ideia sobre o Regime comunista chinês. Pela primeira vez, metade dos americanos ...
Leia Mais >
 

EUA: Comunismo na educação

EUA: Comunismo na educação
Maduro vira desenho animado. A União Soviética e a China promoveram o culto à personalidade de tiranos como ...
Leia Mais >
 

EUA: Compromisso “inabalável” com defesa de Taiwan

EUA: Compromisso “inabalável” com defesa de Taiwan
Os EUA reiteraram seu compromisso “inabalável” com a defesa de Taiwan, e o ex-primeiro-ministro japonês disse que o ...
Leia Mais >