Coreia do Norte lança mais um projétil não identificado, de acordo com Seul

Por Agência EFE

Coreia do Norte lançou outro “projétil não identificado” na direção do Mar do Japão na terça-feira, informou o exército sul-coreano, apenas seis dias após testar o que Pyongyang descreveu como um novo míssil hipersônico.

“A Coreia do Norte lança projétil não identificado no Mar do Leste (nome dado ao Mar do Japão nas duas Coreias)”, informou o Estado-Maior Conjunto (JSC) sul-coreano, na terça-feira, em um breve comunicado sobre o lançamento, que também foi notificado pelo governo japonês.

Em seu site, a Guarda Costeira japonesa considerou que “potencialmente” seria um míssil balístico e que “provavelmente” já caiu na água -sem especificar onde, embora ao mesmo tempo recomenda cautela a todas as embarcações na área.

Este teste ocorre apenas seis dias após Pyongyang testar outro projétil que o regime descreveu mais tarde como um novo míssil hipersônico e que os sistemas de detecção de Seul ou Tóquio inicialmente classificaram como um “míssil balístico”, após problemas iniciais para identificá-lo devido ao seu voo irregular.

O exército norte-coreano disparou este novo míssil como teste no dia 5 de janeiro, que, segundo o regime, percorreu cerca de 700 quilômetros e foi capaz de fazer uma curva de 120 quilômetros.

Seul mais tarde considerou essas alegações “exageradas” e assegurou que, embora o projétil mostrasse algumas das características de um míssil hipersônico, ele não pode ser tecnicamente qualificado como tal e que Pyongyang “ainda não obteve a tecnologia para um veículo de voo hipersônico.

De qualquer forma, as armas táticas que Pyongyang vem testando desde 2019, juntamente com outra que já descreveu como seu primeiro míssil hipersônico e que testou em setembro do ano passado (o Hwasong-8), têm sido difíceis de detectar com precisão por Seul, Tóquio e Washington, ao percorrer trajetórias não balísticas que permitem contornar radares e escudos antimísseis.

Este é o segundo lançamento de teste da Coreia do Norte este ano e ocorre dez dias após o líder Kim Jong-un proferir um discurso no qual destacou a necessidade de fortalecer as defesas do país e ao mesmo tempo em que evitou enviar uma mensagem conciliatória a Seul e Washington.

O diálogo de desnuclearização entre os norte-coreanos e os Estados Unidos está paralisado desde a fracassada cúpula de Hanói, há quase três anos.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19

EXCLUSIVO: estados investigam aumento na taxa de mortalidade entre 18 a 49 anos – maioria não relacionada à COVID-19
Departamentos de saúde em vários estados confirmaram ao Epoch Times que estão analisando um aumento acentuado na taxa ...
Leia Mais >
 

“MADE IN CHINA”

“MADE IN CHINA”
Por NTD Notícias “Made in China”. Essas palavras aparecem em tudo, de computadores a brinquedos e imensas peças ...
Leia Mais >
 

China impõe duras medidas de controle da pandemia

China impõe duras medidas de controle da pandemia
Os EUA dizem que não se deterão com as últimas sanções da China. Pequim penalizou 4 oficiais americanos ...
Leia Mais >
 

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China

Senador americano pede cooperação com Brasil para conter China
Um senador americano pede ao líder da defesa de seu país que aprofunde a cooperação com o Brasil. ...
Leia Mais >