Conhecendo remédios e produtos que contribuem para a insônia (insônia – parte 4)

Causas químicas

Químicos que causam insônia são diversos. Os mais comuns são medicamentos de farmácia, medicamentos herbais e suplementos alimentares não sujeitos a receita médica.

Remédios farmacêuticos, ervas e suplementos são consumidos hoje mais do que em qualquer época anterior da história. Dois terços dos adultos nos E.U.A com mais de sessenta anos tomam mais de 5 prescrições por dia, enquanto que um quinto das crianças com menos de 12 anos tomam pelo menos uma prescrição.

Os ingredientes nestes preparados interagem com o corpo de formas imprevisíveis. A prescrição em média causa mais de 70 efeitos secundários, incluindo insônia.

Muitos medicamentos perturbam o sono por si só, enquanto outros tem esse feito quando combinados. Alguns medicamentos perturbam o sono quando são administrados, enquanto outros afetam o sono depois que a pessoa deixa de tomá-los.

Um grande número de medicamentos perturbam o sono direta ou indiretamente. Estes medicamentos incluem, mas não estão limitados, aos seguintes:

• Medicamentos para síndrome de déficit de atenção;

• Álcool;

• Medicamentos contra alergia;

• Anti-depressivos;

• Medicamentos para hipertensos;

• Medicamentos para Parkinson;

• Medicação para asma;

• Medicação com cafeína;

• Elementos de quimioterapia;

• Medicamentos para refluxo gástrico;

• Medicamentos hormonais;

• Diuréticos;

• Laxativos;

• Tabaco e nicotina;

• Medicamentos para epilepsia;

• Drogas recreativas.

Dos muitos compostos herbais e suplementos que contribuem para a insônia incluem-se os seguintes:

• Ginseng;

• Uva-espim;

• Uva-ursi;

• Efedra;

Hydrastis canadensis;

• Chá-verde e chá-preto;

• Café;

• Melatonina;

• Fórmulas estimulantes das glândulas adrenais;

• Óleos essenciais.

O uso de medicamentos para suprimir sintomas de doenças deve ser evitado sempre que possível, uma vez que este modo de tratamento frequentemente produz, como efeito secundário, desordens de sono. As complicações não são só extremamente comuns, mas também altamente imprevisíveis e aumentam de frequência quanto mais medicamentos, suplementos e ervas são consumidos. Muitos documentos de informação médica mostram este fenômeno, mas os textos online ainda estão incompletos.

Um inventário dos suplementos de ervas e medicação deveria ser obtido. Ingredientes de todos os produtos deveriam ser revistos e os itens não essenciais removidos.

Todos os medicamentos, ervas e suplementos com efeitos adversos ao sono deveriam ser descontinuados. A ingestão de qualquer composto capaz de afetar o sono (positiva ou negativamente) deveria ser eliminada (sobre supervisão médica) até os efeitos serem determinados.

Químicos perturbam o sono independentemente da hora do dia em que forem administrados. Estes agentes afetam o corpo durante muitas horas e, por vezes, por dias depois da sua ingestão.

O metabolismo e excreção destes compostos varia muito, dependendo da combinação dos agentes utilizados. Até os chamados níveis ‘sub-terapêuticos’ de muitos compostos ainda têm potencial para produzir efeitos profundos.

Não só o metabolismo destes agentes varia muito de pessoa para pessoa como também cada individuo varia na sua resposta a estas diferentes combinações de drogas e ervas.

É importante lembrar que a maior parte dos medicamentos e ervas no mercado apresentam informação incompleta ou limitada sobre sua segurança. A maior parte dos medicamentos recebe um mínimo de estudo por parte da Food and Drug Administration (FDA) e os efeitos secundários mais graves acabam sendo descobertos já depois dos medicamentos aprovados e comercializados.

A FDA admite que procedimentos impróprios e lobbies políticos frequentemente contribuiram no passado para que medicamentos que nunca deveriam ter sido aprovados o fossem.

Uma vez que a maior parte das pessoas que tomam farmacêuticos tomam vários medicamentos, o potencial para interações químicas é extremamente importante e permanece virtualmente ignorado. Como resultado, estes agentes, isolados ou combinados com outros, são responsáveis por muitas complicações e mortes.

Este é o quarto artigo de uma série de 10 partes.

Próxima artigo: Mais químicos que causam insônia.

O Dr. Whitmont é um homeaopata clássico que trabalha em Nova York. O seu website é HomeopathicMD.com.

 
 
 

EUA podem proibir a entrada de oficiais chineses envolvidos na perseguição ao Falun Gong

EUA podem proibir a entrada de oficiais chineses envolvidos na perseguição ao Falun Gong
O Departamento de Estado dos Estados Unidos está procurando aumentar a aplicação dos controles de imigração contra os ...
Leia Mais >
 

Turma da Mônica pode ter personagem gay

Turma da Mônica pode ter personagem gay
O cartunista Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, anunciou que poderá incluir um personagem homossexual nas ...
Leia Mais >
 

Maconha diminui fertilidade e chances de concepção, alerta relatório médico canadense

Maconha diminui fertilidade e chances de concepção, alerta relatório médico canadense
A maconha pode afetar a fertilidade em mulheres e homens ao diminuir a contagem de espermatozóides, atrasando ou ...
Leia Mais >
 

Facebook acaba de anunciar sua nova moeda virtual, a Libra

Facebook acaba de anunciar sua nova moeda virtual, a Libra
A nova moeda digital chamada Libra foi anunciada nesta terça-feira (18) pelo Facebook, a maior rede social virtual ...
Leia Mais >