Comercial com bebês “sem gênero” é perturbador (Vídeo)

por Jarbas Aragão, Gospel Prime

A cantora pop Céline Dion emprestou seu nome para uma nova linha de roupas infantis, da marca Nununu. O comercial perturbador estrelado por ela está chamando atenção por ecoar o discurso comum dos defensores da ideologia de gênero. Ela aparece invadindo uma unidade neonatal onde as crianças estão separadas pelo sexo de nascimento para acabar com a divisão.

“Nossos filhos não são realmente nossos filhos, como todos nós somos apenas elos na cadeia interminável que é a vida”, insiste. “Para nós”, a artista continua, “eles são tudo. Mas, na realidade, somos apenas uma fração do universo deles. Nós sentimos falta do passado; eles sonham com o amanhã”.

No final da propaganda, lançada esta semana, a artista canadense diz: “Podemos empurrá-los para o futuro, mas o caminho sempre será uma escolha deles”.

Para “apagar” a distinção de gênero, Dion sopra uma espécie de pó mágico no ar, mudando as roupas rosa e azul dos bebês para preto e branco, propondo assim um gênero neutro.

Tudo isso acontece enquanto uma canção de ninar toca ao fundo. Seguranças do hospital a prendem pela invasão, mas ela argumenta que defende a liberdade. Uma das roupinhas traz, em letras garrafais, a frase: “New Order” [Nova Era], um conhecido slogan político. A produção ecoa o conhecido argumento de que “gênero é uma construção”.

De acordo com a descrição no site Nununu, as roupas “liberam as crianças dos papéis tradicionais de menino/menina e permitem que elas cresçam com valores de igualdade”.

Inspirada em seus filhos

Roupas unissex para crianças não são novidade. Contudo, em uma entrevista à CNN, ela explica que a inspiração para projetar uma linha de roupas “sem gênero” veio depois de levar seus filhos gêmeos para a Disney World.

Ao invés de procurarem os super-heróis, revela, seus meninos de 8 anos estavam interessados ​​em conhecer as princesas. Ainda segundo ela, isso lhe fez entender como “é importante que os pais deixem seus filhos dizer o que sentem”.

“Você não sabe o que eles vão se tornar mais tarde”, disse a celebridade de 50 anos. “Você não quer que eles tenham um problema de desenvolvimento e digam: ‘Eu devo ser assim. Eu devo dizer isso. Eu deveria me vestir assim porque eu sou um garoto… Não, você não sabe. Deixe as pessoas serem quem são e quanto antes isso começar, melhor’”.

 
 
 

Destruição da Amazônia força fazendeiros brasileiros a mudar estratégia de produção e expansão

Destruição da Amazônia força fazendeiros brasileiros a mudar estratégia de produção e expansão
Durante décadas, fazendeiros do estado do Pará expandiram suas propriedades com fogo e machado, desmatando vastas áreas da ...
Leia Mais >
 

Bolsonaro desmente reportagem sobre suposta retirada de imagens do Alvorada

Bolsonaro desmente reportagem sobre suposta retirada de imagens do Alvorada
O presidente eleito Jair Bolsonaro desmentiu informação divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta terça-feira (18), de ...
Leia Mais >
 

Aquecimento global ou engenharia social?

Aquecimento global ou engenharia social?
No início deste mês, delegados de quase 200 países reuniram-se em Katowice, na Polônia, para a 24ª reunião ...
Leia Mais >
 

Legalização do aborto é aprovada na Irlanda

Legalização do aborto é aprovada na Irlanda
O Parlamento irlandês aprovou na quinta-feira (13) projeto de lei que legaliza o aborto. Desde maio deste ano, ...
Leia Mais >