Com o Rio de Janeiro falido, Witzel vê na legalização de cassinos a saída

Por Diário do Poder

O governador do Rio, Wilson Witzel, alertou que o estado poderá chegar em julho sem dinheiro suficiente para honrar os compromissos e defendeu a legalização do jogo no país como uma forma de gerar recursos.

“Estamos, realmente, com muitas dificuldades. Nós, se mantivermos o ritmo, sem fazer nenhuma medida de contingência, sem negociação, vamos chegar em julho sem dinheiro. Estamos com um déficit de mais de R$ 8 bilhões, restos a pagar de mais de R$ 11 bilhões, e precisamos agir. Precisamos cobrar do sonegador, precisamos cobrar a dívida ativa. Precisamos nos empenhar”, disse Witzel.

O governador também pediu empenho para que seja legalizado o jogo no país, o que poderá beneficiar diretamente o estado, que é o principal portão de entrada de estrangeiros no Brasil e o maior destino turístico interno.

“Nós estamos empenhados em aprovar agora a legislação que permite a instalação de cassinos no estado do Rio de Janeiro. Não é possível que, só em Las Vegas, pessoas gastem fortunas. Aqui também há espaços para sediar cassinos e têm oportunidades para isso. É só aperfeiçoar os mecanismos de controle e não haverá nenhum tipo de problema. Certamente, o estado muito ganhará e vai se beneficiar”, disse Witzel.

Ele participou, nesta terça-feira (8), da posse do novo procurador-geral do estado, Marcelo Lopes. O governador aproveitou para fazer um apelo aos procuradores para que, juntamente com a Secretaria de Fazenda, encontrem-se soluções para não chegar no fim do ano com um déficit bilionário. Uma das ações, segundo o novo procurador, será firmar acordos de leniência com grandes devedores que se interessarem em regularizar a situação com o estado.

“Nós estamos abertos a todas as empresas que queiram celebrar acordos de leniência. Isso é uma mensagem nossa e já estamos inclusive com alguns casos em estudo. Quem quiser aderir e vir para o campo da legalidade, este é o momento. Vamos ajudar [o estado] na arrecadação tributária, no combate à sonegação e na revisão dos contratos que hoje estão sob suspeitas de várias inconformidades, decorrentes da gestão anterior”, disse Marcelo Lopes.

 
 
 

Mais de 10.000 assistem à conferência do Falun Dafa para ouvir histórias de auto-aperfeiçoamento

Mais de 10.000 assistem à conferência do Falun Dafa para ouvir histórias de auto-aperfeiçoamento
Enquanto os oradores subiram ao pódio e compartilharam suas jornadas de auto-aperfeiçoamento, muitos na platéia enxugaram as lágrimas ...
Leia Mais >
 

Cerca de 65% da população adulta já foi vítima de crime cibernético

Cerca de 65% da população adulta já foi vítima de crime cibernético
Os crimes cibernéticos se tornaram uma epidemia global e já atingem 65% da população adulta, como aponta o ...
Leia Mais >
 

Missouri se une à onda contra aborto e proíbe intervenção após 8ª semana

Missouri se une à onda contra aborto e proíbe intervenção após 8ª semana
O governador do Missouri, Mike Parson, promulgou nesta sexta-feira (24) uma lei sobre o aborto que proíbe a ...
Leia Mais >
 

Maranhão é segundo estado a regulamentar divórcio unilateral em cartório

Maranhão é segundo estado a regulamentar divórcio unilateral em cartório
O TJ/MA regulamentou o divórcio unilateral em cartório. O provimento 25/19 define o procedimento para a formalização do ...
Leia Mais >