China usa mídia americana para espalhar propaganda e desinformação: Blinken

Por Andrew Thornebrooke

O Partido Comunista Chinês (PCCh) está usando a mídia livre e aberta dos Estados Unidos para espalhar propaganda estatal e desinformação, segundo o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken.

Blinken disse que a liderança dos EUA está “profundamente preocupada” com os esforços do PCCh para anular a liberdade de imprensa na China enquanto, simultaneamente, explora a mídia livre em outras nações para espalhar mensagens pró-Pequim.

“Temos um desequilíbrio total, porque esses líderes em Pequim estão usando a mídia livre e aberta que garantimos e são protegidos em sistemas democráticos para espalhar propaganda, espalhar desinformação”, disse Blinken.

“Em última análise, essa é uma proposta insustentável.”

Blinken fez os comentários como parte de um discurso em reconhecimento ao Dia Mundial da Imprensa Livre, em 3 de maio, durante o qual também destacou os esforços do regime do PCCh para alavancar seus laços financeiros com empresas estrangeiras para direcionar o conteúdo de empresas de notícias estrangeiras ou silenciar notícias que retratam o regime de forma negativa.

O PCCh divulgou um documento no início do mandato do líder Xi Jinping que listava a ideia de uma imprensa livre como uma ameaça ao regime comunista na China e orientava os líderes do partido a combater a ideia de que o Estado não deveria controlar a mídia. Blinken observou que Pequim agora está pressionando a imprensa em Taiwan, aproveitando as conexões chinesas com as empresas-mãe de organizações de notícias.

“Taiwan está literalmente na linha de frente da guerra híbrida da RPC, incluindo desinformação, incluindo ataques cibernéticos”, disse Blinken, usando um acrônimo para o nome oficial do regime, República Popular da China. “Isso é projetado para basicamente distorcer o ambiente de informação e os processos democráticos”.

Blinken acrescentou que os Estados Unidos estão fazendo parceria com autoridades em Taiwan e em outros lugares para aumentar o apoio ao jornalismo independente e construir “resiliência social” à desinformação e ataques à imprensa livre.

Os comentários de Blinken sobre os esforços do PCCh para explorar a mídia livre e perseguir, assediar e vigiar os críticos do regime seguiram a revelação de vários casos criminais de alto perfil recentemente anunciados pelo Departamento de Justiça, que alegavam vários planos de agentes chineses para silenciar ou mesmo repatriar à chineses étnicos para a China continental.

Em um desses casos, um suposto agente de inteligência chinês conspirou para atacar fisicamente um veterano do exército dos EUA concorrendo ao Congresso. Em outro, agentes contrataram investigadores particulares americanos para perseguir e vigiar ilegalmente um atleta olímpico americano que postou no Instagram comentários críticos à repressão em curso do PCCh aos uigures em Xinjiang.

“Estamos profundamente preocupados com o que estamos vendo da RPC em termos de uso indevido de sua tecnologia para tentar fazer coisas como aumentar a vigilância, assédio, intimidação e censura de cidadãos da RPC, de jornalistas, de ativistas, e outros, e isso inclui o exterior”, disse Blinken.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha

Regime chinês matou adepto do Falun Gong para extrair seu fígado, afirma testemunha
Um ex-membro de uma gangue criminosa japonesa disse que testemunhou o comércio de órgãos na China, tendo visto ...
Leia Mais >
 

Ex-general dos EUA fala sobre atuação do Partido Comunista Chinês: Entrevista exclusiva

Ex-general dos EUA fala sobre atuação do Partido Comunista Chinês: Entrevista exclusiva
David Stillwell, é um general de brigada americano reformado. De 2011 a 2013 ele foi diplomata na embaixada ...
Leia Mais >
 

BOLSONARO: “TOMAREMOS AS AÇÕES QUE DEVEM SER TOMADAS”; COREIA DO SUL AMPLIA DEFESA

BOLSONARO: “TOMAREMOS AS AÇÕES QUE DEVEM SER TOMADAS”; COREIA DO SUL AMPLIA DEFESA
O presidente Jair Bolsonaro discursou a uma multidão em Santa Catarina no sábado. Ele falou em “luta do ...
Leia Mais >
 

GUERRA “NÃO-CONVENCIONAL” DA CHINA; COLÔMBIA: GIRO À ESQUERDA; BRICS: IMPASSE DO BRASIL

GUERRA “NÃO-CONVENCIONAL” DA CHINA; COLÔMBIA: GIRO À ESQUERDA; BRICS: IMPASSE DO BRASIL
Um impasse para o Brasil? Ocorreu a cúpula do BRICS. China e Rússia falam em uma expansão do ...
Leia Mais >