Caçadores de buracos negros olham para o centro da Via Láctea

Por Reuters

Washington — Residindo dentro do centro de nossa galáxia em forma de espiral, a Via Láctea, há uma fera—um buraco negro com 4 milhões de vezes a massa do nosso sol e consumindo qualquer material, incluindo gás, poeira e estrelas perdidas dentro de sua imensa atração gravitacional.

Os cientistas têm usado o Event Horizon Telescope (EHT), uma rede global de observatórios que trabalham coletivamente para observar fontes de rádio associadas a buracos negros, para estudar estes ‘habitantes’ da Via Láctea e anunciaram para quinta-feira que sinais de que eles podem finalmente ter garantido uma imagem. disso. O buraco negro é chamado de Sagitário A*, ou SgrA*.

Os pesquisadores envolvidos nesta colaboração internacional se recusaram a divulgar a natureza de seu anúncio antes das coletivas de imprensa agendadas, mas emitiram um comunicado à imprensa chamando-o de “resultado inovador no centro de nossa galáxia”.

Em 2019, a equipe do EHT revelou a primeira foto de um buraco negro. A imagem – um anel brilhante vermelho, amarelo e branco em torno de um centro escuro – mostrou o buraco negro supermassivo no centro de outra galáxia chamada Messier 87, ou M87.

Os pesquisadores também concentraram seu trabalho em Sagitário A*, localizado a cerca de 26.000 anos-luz da Terra, a luz percorre uma distância de 9,5 trilhões de quilômetros por ano.

“Um dos objetos que esperamos observar com o Event Horizon Telescope… é o nosso próprio buraco negro em nosso próprio quintal”, disse o astrofísico do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics Sheperd Doeleman, ex-diretor do projeto EHT, durante uma apresentação científica em julho de 2021.

Os buracos negros são objetos extraordinariamente densos com gravidade tão poderosa que nem mesmo a luz pode escapar.

Existem diferentes categorias de buracos negros. Os menores são os chamados buracos negros de massa estelar formados pelo colapso de estrelas individuais massivas no final de seus ciclos de vida. Também existem buracos negros de massa intermediária, de massa um pouco maior. E, finalmente, existem os buracos negros supermassivos que habitam o centro da maioria das galáxias. Acredita-se que elas surjam relativamente logo após a formação de suas galáxias, devorando enormes quantidades de material para atingir um tamanho colossal.

O projeto EHT foi iniciado em 2012 para tentar observar diretamente o ambiente imediato de um buraco negro. O horizonte de eventos de um buraco negro é o ponto sem retorno além do qual qualquer coisa – estrelas, planetas, gás, poeira e todas as formas de radiação eletromagnética – é arrastada para o esquecimento.

O fato dos buracos negros não permitirem que a luz escape torna a visualização deles bastante desafiadora. Os cientistas do projeto procuraram um anel de luz – matéria interrompida e radiação superaquecida circulando a uma velocidade tremenda na borda do horizonte de eventos – em torno de uma região de escuridão que representa o buraco negro real. Isso é conhecido como sombra ou silhueta do buraco negro.

Conhecida como uma galáxia espiral, a Via Láctea vista de cima ou de baixo se assemelha a um cata-vento girando, com nosso sol situado em um dos braços espirais e Sagitário A* localizado no centro. A galáxia contém pelo menos 100 bilhões de estrelas.

O buraco negro M87 é muito mais distante e massivo do que Sagitário A*, situado a cerca de 54 milhões de anos-luz da Terra com uma massa 6,5 ​​bilhões de vezes a do nosso sol. Ao divulgar a foto desse buraco negro, os pesquisadores disseram que seu trabalho mostrou que Albert Einstein, o famoso físico teórico, havia previsto corretamente que a forma da sombra seria quase um círculo perfeito.

O anúncio de quinta-feira será feito em coletivas de imprensa simultâneas nos Estados Unidos, Alemanha, China, México, Chile, Japão e Taiwan. O radioastrônomo holandês Huib Jan van Langevelde é o atual diretor do projeto EHT.

Doeleman enfatizou a escala de tamanho dos buracos negros supermassivos.

“Há coisas grandes por aí e nós somos pequenos”, disse Doeleman. “Mas isso também é animador de uma certa maneira. Temos muito a explorar no universo”.

Por Will Dunham

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
 
 

Putin está aberto à adesão da Finlândia e da Suécia à OTAN

Putin está aberto à adesão da Finlândia e da Suécia à OTAN
Enquanto a Suécia e a Finlândia avançam com seus planos de ingressar na OTAN, o presidente russo, Vladimir ...
Leia Mais >
 

DESTRUIÇÃO CULTURAL DO OCIDENTE: ENTREVISTA

DESTRUIÇÃO CULTURAL DO OCIDENTE: ENTREVISTA
Douglas Murray é o autor do livro “A Guerra Contra o Ocidente”. Ele descreve como, nas suas palavras, ...
Leia Mais >
 

MÉDICO SOBREVIVENTE DE GENOCÍDIO COMUNISTA NO CAMBOJA EXPÕE ATROCIDADES – PARTE 2

MÉDICO SOBREVIVENTE DE GENOCÍDIO COMUNISTA NO CAMBOJA EXPÕE ATROCIDADES – PARTE 2
Na terça-feira você conheceu a história de Nal Oum, um sobrevivente do genocídio comunista no Camboja. Em 1975, ...
Leia Mais >
 

“NÓS SOMOS TODOS COMUNISTAS”: EMPREGADO DO TWITTER; ELON MUSK RESPONDE A VÍDEO VAZADO

“NÓS SOMOS TODOS COMUNISTAS”: EMPREGADO DO TWITTER; ELON MUSK RESPONDE A VÍDEO VAZADO
Vazam mais vídeos de funcionários do twitter afirmando um viés esquerdista na plataforma. Um funcionário fala da Síndrome ...
Leia Mais >