Brasil se retira do Pacto Global para Migração da ONU

Por Agência EFE

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quarta-feira (9) que o Brasil se retirou do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular das Nações Unidas para preservar os valores nacionais.

“O Brasil é soberano para decidir se aceita ou não migrantes”, disse Bolsonaro em sua conta no Twitter.

Na mensagem, o presidente também afirmou que as pessoas que entrarem no país terão que se submeter às leis brasileiras e respeitar sua cultura.

“Quem por ventura vier para cá deverá estar sujeito às nossas leis, regras e costumes, bem como deverá cantar nosso hino e respeitar nossa cultura. Não é qualquer um que entra em nossa casa, nem será qualquer um que entrará no Brasil via pacto adotado por terceiros”, acrescentou.

O Pacto Global para Migração foi ratificado em dezembro na Assembleia Geral da ONU por 152 países, entre eles o Brasil, durante o governo do ex-presidente Michel Temer.

Na ocasião, o pacto foi rejeitado por Estados Unidos e Israel, países com os quais Bolsonaro procura estreitar laços.

 
 
 

As ligações entre a maior empresa de telecomunicações da China e o regime dos talibãs

As ligações entre a maior empresa de telecomunicações da China e o regime dos talibãs
Há relatos de que a Huawei vendeu sistemas de telecomunicações ao talibã, uma organização terrorista que abraçou a ...
Leia Mais >
 

União Europeia impõe restrições às importações de produtos de aço

União Europeia impõe restrições às importações de produtos de aço
A União Europeia decidiu hoje (16) impor restrições sobre as importações de aço brasileiro.
Leia Mais >
 

Novo tratado de extradição Brasil – Argentina agiliza trâmites

Novo tratado de extradição Brasil – Argentina agiliza trâmites
O tratado de extradição assinado hoje (16) pelos governos do Brasil e da Argentina fez alterações que desburocratizam o pedido e ...
Leia Mais >
 

Validade de registro sobe para 10 anos e cidadão poderá ter mais de 4 armas. Veja o que muda

Validade de registro sobe para 10 anos e cidadão poderá ter mais de 4 armas. Veja o que muda
O decreto assinado na manhã desta terça-feira (15) pelo presidente Jair Bolsonaro facilita a posse de armas (direito ...
Leia Mais >