Autoridades alemãs investigam riscos potenciais de segurança dos produtos da Huawei

Por Reuters

BERLIM – A agência federal de cibersegurança da Alemanha está investigando se a Huawei Technologies, da China, pode ser uma ameaça à segurança após advertências de outros países, informou o grupo de jornais Funke em 8 de fevereiro, citando o ministro da Economia, Peter Altmaier.

Altmaier disse à Funke que as conversas sobre padrões de segurança para a rede móvel estão em andamento, acrescentando que a Alemanha precisa se proteger “em todas as áreas sensíveis, de hospitais a telecomunicações”. Ele também disse que o Escritório Federal de Segurança da Informação (BSI) foi ativado.

Seus comentários pareciam contrariar os relatos de que Berlim havia chegado a um consenso de não excluir a Huawei da construção de redes 5G de próxima geração, decidindo, em vez disso, impor regras de conformidade mais rígidas aos fornecedores estrangeiros.

Fontes do governo disseram à Reuters que os ministros alemães discutiram na quarta-feira como proteger a segurança nas futuras redes móveis 5G, em meio a um intenso debate sobre a possibilidade de deixar a Huawei fora do mercado.

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que a Alemanha precisa de garantias de que a Huawei não entregará dados ao regime chinês antes de poder participar da construção de redes de quinta geração que conectarão tudo, de veículos a fábricas, a velocidades muito maiores.

A Huawei, líder do mercado de redes globais com vendas anuais superiores a US$ 100 bilhões, enfrenta o escrutínio internacional de seus laços com o regime chinês sob a suspeita de que Pequim poderia usar sua tecnologia para espionagem. A empresa negou repetidamente as alegações que levaram vários países ocidentais a restringir o acesso da Huawei a seus mercados.

Five Eyes é uma aliança de inteligência que compreende os países anglófonos da Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido e Estados Unidos. Todos, exceto o Canadá, proibiram a Huawei de ajudar a construir uma nova rede de alta velocidade. Mas o governo canadense disse que está avaliando o risco de usar os produtos da Huawei.

Por Tassilo Hummel & Paul Carrel. O Epoch Times contribuiu com esta reportagem.

 
 
 

Rússia compete com China por vendas de armas ao Paquistão

Rússia compete com China por vendas de armas ao Paquistão
Durante anos, Pequim tem sido o maior fornecedor de armas para Islamabad, possuindo as compras de defesa como ...
Leia Mais >
 

Autoridades chinesas exigem instalação de câmeras de vigilância dentro de casas alugadas

Autoridades chinesas exigem instalação de câmeras de vigilância dentro de casas alugadas
Na China, o medo orwelliano de um Estado "Grande Irmão" está se tornando realidade, já que os cidadãos ...
Leia Mais >
 

Deputado acha que educação em tempo integral é adequada para o Brasil e pede debate

Deputado acha que educação em tempo integral é adequada para o Brasil e pede debate
Nesta terça-feira (23/4), a Comissão de Educação promove seminário para debater educação em tempo integral, na Câmara dos ...
Leia Mais >
 

Misterioso círculo gravado no gelo aparece em lago no planalto tibetano (Vídeo)

Misterioso círculo gravado no gelo aparece em lago no planalto tibetano (Vídeo)
Um círculo com um estranho desenho apareceu durante a noite no gelo do lago Qinghai, no planalto tibetano ...
Leia Mais >