Após dois votos contra liberdade de Lula, pedido de vista adia julgamento no STF

Por André Brito, Diário do Poder

O julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal foi adiado após pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

O ministro relator, Edson Fachin, considerou não haver fatos novos que justificassem a concessão da liberdade e votou contra o pedido.

Segunda a votar, a ministra Cármen Lúcia, que assumiu o lugar do ministro Dias Toffoli na Turma, seguiu o voto do relator para manter Lula na prisão.

Após o voto de Cármen Lúcia, o ministro Gilmar Mendes pediu vista (mais tempo para analisar o caso) e o julgamento foi adiado.

 
 
 

Destruição da Amazônia força fazendeiros brasileiros a mudar estratégia de produção e expansão

Destruição da Amazônia força fazendeiros brasileiros a mudar estratégia de produção e expansão
Durante décadas, fazendeiros do estado do Pará expandiram suas propriedades com fogo e machado, desmatando vastas áreas da ...
Leia Mais >
 

Bolsonaro desmente reportagem sobre suposta retirada de imagens do Alvorada

Bolsonaro desmente reportagem sobre suposta retirada de imagens do Alvorada
O presidente eleito Jair Bolsonaro desmentiu informação divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta terça-feira (18), de ...
Leia Mais >
 

Aquecimento global ou engenharia social?

Aquecimento global ou engenharia social?
No início deste mês, delegados de quase 200 países reuniram-se em Katowice, na Polônia, para a 24ª reunião ...
Leia Mais >
 

Legalização do aborto é aprovada na Irlanda

Legalização do aborto é aprovada na Irlanda
O Parlamento irlandês aprovou na quinta-feira (13) projeto de lei que legaliza o aborto. Desde maio deste ano, ...
Leia Mais >