Após dois votos contra liberdade de Lula, pedido de vista adia julgamento no STF

Por André Brito, Diário do Poder

O julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal foi adiado após pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

O ministro relator, Edson Fachin, considerou não haver fatos novos que justificassem a concessão da liberdade e votou contra o pedido.

Segunda a votar, a ministra Cármen Lúcia, que assumiu o lugar do ministro Dias Toffoli na Turma, seguiu o voto do relator para manter Lula na prisão.

Após o voto de Cármen Lúcia, o ministro Gilmar Mendes pediu vista (mais tempo para analisar o caso) e o julgamento foi adiado.

 
 
 

Governo do Peru censura mostra de pinturas sobre direitos humanos no mesmo dia em que recebe doação da China

Governo do Peru censura mostra de pinturas sobre direitos humanos no mesmo dia em que recebe doação da China
O ministro da Cultura do Peru, Rogers Valencia, foi criticado depois que seus funcionários suspenderam a Exposição Internacional ...
Leia Mais >
 

Caravana de migrantes: uma ferramenta de instabilidade que continua a ser usada porque funciona

Caravana de migrantes: uma ferramenta de instabilidade que continua a ser usada porque funciona
Há poucas informações sobre a nova caravana de migrantes que partiu de Honduras em 15 de janeiro, mas ...
Leia Mais >
 

Merkel diz que novo tratado franco-alemão é “necessário” para impulsionar UE

Merkel diz que novo tratado franco-alemão é “necessário” para impulsionar UE
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, qualificou neste sábado (19) o novo tratado franco-alemão que será assinado em ...
Leia Mais >
 

A complexa rede de espionagem chinesa no exterior

A complexa rede de espionagem chinesa no exterior
Em uma coletiva de imprensa realizada em 20 de dezembro, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ, ...
Leia Mais >